"Quero ser mãe de um menino...

Eu sou mãe de primeira viagem....carrego para você o mundo em minha bagagem. De repente, vi tudo mudar... tudo é novo, você vai chegar!!!!Nossa história começa assim: tenho você aqui dentro de mim... se tenho razão pra viver, é porque amo você...
Duas vidas e um caminho pra se viver,se eu fosse escolher, escolheria você... Tudo é lindo, não dá pra explicar!!! Vejo a vida agora começar... Estou tão feliz...

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

30ª semana

A medida do bebê deve estar em torno de 27cm e seu peso 1350g.

O bebê já passa a ficar na posição do parto normal, isto é, de cabeça para baixo. Nas menininhas, o clitóris está bem à vista, pois os pequenos lábios ainda não o cobriram.

Nesse terceiro trimestre, o bebê precisa de muitos nutrientes. Faça uma alimentação saudável.

A mamãe poderá sentir-se incomodada ao dormir. A posição ideal é deitar-se do lado esquerdo, porque exige menos esforço e facilita a circulação placentária.

Chá de bebê
Vai realizar o chá de bebê? Então está na hora de começar a idealizá-lo. Primeiro decida quem vai convidar e os presentes que estão faltando no enxoval do bebê ou que deseja ganhar.

Em seguida, escolha alguém para organizar tudo isso para você, já que não pode saber o que vai ganhar de quem.

Divirta-se!

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Parto Humanizado

A humanização do parto não significa mais uma nova técnica ou mais conhecimento, mas, sim, o respeito à fisiologia do parto e à mulher.

Muitos hospitais e serviços médicos ignoram as regulamentações exigidas pela Organização Mundial de Saúde e Ministério da Saúde, seja por querer todo o controle da situação do parto, por conveniência dos hospitais em desocupar leitos mais rápido ou por comodidade de médicos e mulheres em que no mundo atual não se pode perder muito tempo.

Mas a ciência vem comprovando que o excesso de intervenções tecnológicas durante o parto pode não ser tão seguro em partos de baixo risco.

Já se provou que as parteiras são mais seguras que os médicos nos nascimentos de baixo risco, e que neste mesmo nascimento de baixo risco o parto domiciliar ou em Casas de Parto são tão seguros quanto os realizados nos hospitais e maternidades, com a vantagem de não realizarem tantas intervenções, pois o parto é mais natural.

O acompanhamento familiar deixa a parturiente mais tranqüila, tornando o parto mais seguro, ao constatar que a equipe especializada dos hospitais não consegue oferecer o suporte emocional que a parturiente necessita.

A posição deitada substituiu o parto vertical para melhor controle médico, mas a posição vertical é mais segura tanto para a mamãe quanto para o bebê, além de ser mais rápida. A presença do bebê junto à mãe após o parto é tão ou mais importante para o vínculo afetivo dos dois do que os exames realizados no bebê depois do parto e longe da mãe.

Mais do que após o parto, a presença do bebê junto à genitora no quarto é fundamental para o conhecimento de ambos, maior vínculo afetivo e amamentação prolongada. O leite artificial substituiu o leite materno e está provado que o aleitamento materno é superior nas suas qualidades.

Humanizar o parto é dar liberdade às escolhas da mulher, prestar um atendimento focado em suas necessidades, e não em crenças e mitos. O médico deve mostrar todas as opções que a mulher tem de escolha baseado na história do pré-natal e desenvolvimento fetal e acompanhar essas escolhas, intervindo o menos possível.

É a mulher que deve escolher onde ter o bebê, qual acompanhante quer ao seu lado na hora do trabalho de parto e no parto, liberdade de movimentação antes do parto e em que posição é melhor na hora do nascimento, direito de ser bem atendida e amamentar na primeira meia hora de vida do bebê. Para isso, é fundamental o pré-natal.

A dor é entendida como uma função fisiológica normal que pode ser aliviada com métodos não-farmacológicos amplamente embasados, mas não quer dizer que a mulher não tenha a escolha de optar pelo uso de analgesia.

Isso não significa que o parto cesárea ou com intervenção médica não possa ser humanizado. O parto cesárea existe para salvar vidas, mas não deve ser a grande maioria dos partos como acontece hoje e sim como em último caso. Isso também deveria acontecer com as intervenções médicas que somente devem ser aplicadas quando necessárias ou quando de escolha da mulher se bem orientada quanto a essas intervenções.

O Parto Humanizado significa direcionar toda atenção às necessidades da mulher e dar-lhe o controle da situação na hora do nascimento, mostrando as opções de escolha baseados na ciência e nos direitos que tem.

http://guiadobebe.uol.com.br/parto/parto_humanizado.htm

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

26ª semana

O 6º mês de gestação chegou. E com ele o fim do 2º trimestre da gravidez.
O bebé mede 31 cm e pesa cerca de 800 g.
O seu útero deverá medir aproximadamente 24-26 cm e estar cerca de 3 dedos (cerca de 7 cm) acima do umbigo. É freqüente que ele apresente contrações e relaxe rapidamente; não entre em pânico.
Possivelmente está a ter as contrações de "Braxton Hicks". Elas são normais, indolores e acontecem em intervalos irregulares. Elas representam um tipo de preparo uterino para o parto, que ainda está longe. Não esqueça que o útero é um órgão muscular, e como tal apresenta discretas e rápidas contrações, sem provocar a dilatação do colo uterino ou parto.

O feto mede, sensivelmente, 23 cm da cabeça às ancas. Faz os movimentos próprios da respiração, mas não tem ar nos pulmões, o que é natural, pois está submerso em líquido amniótico.
Se se apontar uma luz ao abdómen da grávida o feto reage, virando-se. Esta atitude significa, de acordo com investigadores, que o nervo optico está operacional.
Os vasos sangüíneos começaram a proliferar nos pulmões na última semana, os pequenos sacos de ar pulmonares (alvéolos) terminam sua formação nesta semana.
Os pulmões continuam a produzir surfactante (um tipo de substância semelhante ao sabão) que permite a sua expansão durante a respiração.
Ao lado do crescimento pulmonar, o cérebro continua a aperfeiçoar a atividade de ondas cerebrais para os sistemas visual e auditivo.
Os seus olhos estão bem abertos. Ainda é magro, mas já existe bastante gordura depositada subcutaneamente. Os movimentos ainda são visíveis e vigorosos e a sua pele ainda é vermelha.
O rosto está cada vez mais definido com as feições que vai ter quando nascer.
Os pulmões ainda estão a crescer. A sua audição está completamente desenvolvida


O bebé já produz mecónio, uma substância verde escura que é excretada nos primeiros dias de vida.
Algumas marcas de nascença podem surgir nesta fase.
A chance de sobreviver aumenta dia a dia a partir de agora.

Poderá aparecer a chamada linha negra que vai desde o osso púbico até quase ao seu umbigo.
É natural que a grávida sinta dores e dormência nas mãos dedos e pulsos.
É importante que, durante a gravidez, sejam efectuados diversos testes de rotina. Um desses testes é o da tolerância à glucose, a fim de verificar se a grávida sofre de diabetes gestacional.
Pode começar a sentir dores nas costelas à medida que o seu bebé cresce e é empurrado na direcção do seu tórax. Esta pressão pode também ser causadora de indigestão e de azia.
Não se preocupe por continuar a engordar, pois isso é natural A partir de agora a grávida precisa de cerca de 300 calorias adicionais por dia. Faça as contas para não exceder.

Se ainda não fez, não se esqueça que é preciso preparar, pintar ou decorar o quarto. Durante a pintura a mãe deve ser mantida afastada dele. O pai junto com ela deve procurar uma maneira divertida de fazer as coisas. Afinal de contas esse acontecimento é mais ou menos raro.
O pai pode e deve a acostumar-se desde já a dedicar alguns minutos do seu tempo ao seu filho dando miminhos na barriga da mãe e conversando com ele.


http://bebes.clix.pt/
http://www.clinicafgo.com.br/

CANSADA DE ACORDAR PARA AMAMENTAR?

Querida mamãe,

Esta noite acordei estranhando o silêncio. Não havia barulho algum e pensei que
o mundo tinha até acabado e você esquecido de mim. Coloquei a boca no trombone e você veio. Ainda bem!

Fiquei tão feliz no calor do seu peito que acabei pegando no sono antes de mamar tudo o que precisava. Quando percebi que você ia me colocar no berço, chorei de novo, mas não tente negar: você estava com pressa para ir dormir outra vez.

Você me deu de mamar novamente, assim, meio apressadinha e depois resolveu trocar a minha fralda. Estava tudo tão calmo, um silêncio, nós dois juntinhos.
Estava legal e eu perdi o sono. Você até que foi compreensiva, mas começou a
bocejar e resolveu me fazer dormir. Eu não queria dormir. Talvez eu precisasse
de mais dez minutos, meia hora.

Mas você estava mesmo decidida a dormir. Foi ficando bem nervosa e até chamou o papai. Eu não queria o papai e todos fomos ficando muito irritados. No final das contas acordei a casa inteira cinco vezes. De manhã nossa família estava com cara de quem saiu do baile. Acho que estraguei tudo.

Imagina, você chegou a dizer para o papai que eu estou com problema de sono. Eu não! Você é que vem me dar de mamar com pressa e daí eu sinto que você não quer mais ficar comigo.

Os adultos tem hora certa para tudo mas eu ainda não entendi essas de relógio e tarefas estafantes que as pessoas grandes precisam fazer. Quando meu corpo está com o seu, quero ficar do seu lado sem me separar nunquinha. Do alto dos meus três meses ainda não descobri direito que você é uma pessoa e eu sou outra.
Um dia, eu vou sair por aí, vou saber telefonar e posso lhe deixar doida para
saber o que ando fazendo e então você vai entender como me sinto agora. Mas não precisamos dessa guerra mamãe. Até lá já poderemos nos entender inclusive através das palavras.

Sinto a angústia da separação, pois terminei de viver uma das grandes. Você também, mas vive tudo isso como adulta consciente. Eu ainda vivo no inconsciente.

Por enquanto nossa comunicação direta fica restrita aos nossos sentimentos
inconscientes. Eu não sei nada, tudo é novo para mim. Você pode até achar que
não sabe nada e que tudo é novo para você, mas eu vou aprender o que você me ensinar através da sua sensibilidade, dos seus sentimentos em relação a mim.

Sabe, mamãe, se você quer um conselho, vou dar: quando eu chorar à noite, não salta logo para meu berço desesperada, como se o mundo fosse acabar. Espere um pouquinho, respire profundamente, ouça o meu choro até que ele atinja o seu coração. Sinta seu tempo, realmente acorde e venha me pegar. Me abrace devagar, não acenda a luz, fale bem baixinho e me dê o seu peito para eu mamar. Depois que eu arrotar, mais um pouco só de paciência, pois nós, bebês, somos muito sensíveis aos sentimentos dos adultos, especialmente os da mamãe. Se eu sentir que você está com pressa, sou capaz de armar o maior barraco, mas se você esperar até o meu segundo suspiro, quando meus olhos ficarem bem fechados, minhas mãos e pernas bem molenguinhas, aí sim pode me colocar de volta no berço que eu não acordo antes de sentir fome outra vez.

Conforme você for desenvolvendo sua paciência mamãe, eu estarei desenvolvendo minha tranqüilidade e nós não teremos mais noites infernais; apenas noites de mamãe/bebê, que um dia passam, como tudo na vida.

Sempre seu,
Gu-gu dá-dá!

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Quer ganhar um "Sling Baby Leve" de presente?

O Blog de Mãe & Filha vai sortear um Sling Baby Leve no dia 10 de dezembro, como presente de fim de ano! Para concorrer entre no blog e siga as instruções, la tem tambem os modelos para escolha...São muito lindos.

Sorteio: Kit Lillo Alimentação - produtos termosensíveis

O Blog Mamães de Sorte esta sorteando um kit de produtos Termosensiveis da lillo. Para participar basta entrar no blog e seguir as orientações ate as 23:59 do dia 30 de Novembro. O sorteio será realizado no dia 01 de Dezembro.

O Kit contem os seguintes itens:

- Conjunto alimentação termosensível
Colher e pratinho mudam de cor quando a temperatura do alimento excede 39ºC (lilás vira rosa e verde vira amarelo), evitando possíveis queimaduras na boquinha do bebê. Pratinho com profundidade ideal e colher com ponta macia.

- Copo antivazamento Color Change (300ml)
Copo antivazamento que muda de cor com água gelada. Com sistema de válvulas que impede a saída do líquido sem que o bebê sugue, tampa e válvula removíveis e fáceis de lavar.

- Colheres Termosensiveis
Desenvolvidas especialmente para auxiliar o bebê durante suas primeiras refeições sólidas. Tem pontas macias que mudam de cor (se torna branca) quando a temperatura do alimento excede 40ºC, evitando possíveis queimaduras na boquinha do bebê.

Eu ja estou participando, entrem no link e cadastrem-se.

http://mamaesdesorte.blogspot.com/2010/11/sorteio-kit-lillo-alimentacao-produtos.html

terça-feira, 23 de novembro de 2010

25ª semana

O comprimento do seu bebê nessa semana pode estar por volta de 22cm e pesar 700g.

As mãos já abrem e fecham. Que legal! O corpo cresce mais que a cabeça: tronco e membros tornam-se proporcionais. Ainda tem pouca gordura. O bebê já percebe a luz.

Se o bebê nascer nesta semana, ele tem chances de sobreviver, mas o prognóstico de seqüelas permanentes é grande.

A mamãe pode sentir uma pressão nas costelas e região lombar.

As estrias podem aparecer, faça uma boa hidratação desde o começo da gravidez.

Dores nas costas
É uma reclamação comum das mamães.

Procure estar atenta à sua postura, sempre ereta. Use sapatos baixos e descanse sempre elevando os pés.

O uso de cinta de suspensão e contenção abdominal é indicado quando orientado por seu médico.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Quando um bebê decide vir ao mundo, nasce com ele uma mamãe!

Nanna, amei e trouxe pro meu blog...

Uma mãe, é mãe desde o primeiro instante. Mesmo quando a vida ainda é um minúsculo ser implantado no ventre, a gente já é mãe do coração. Todo nosso pensamento, todo nosso cuidado se volta para esse serzinho que, tão minúsculo, já provoca emoções tão grandes.

A simples descoberta já nos traz um turbilhão de emoções inexplicáveis. A vida nunca mais vai ser a mesma. E nos perguntamos: "será que vou ser uma boa mãe?" "Será que vou saber cuidar do meu bebê?"

Mas uma mãe não nasce mãe e não aprende a ser em escolas. Uma mãe é e isso basta. Mãe sente, mãe adivinha, mãe aprende sofrendo, mãe sofre aprendendo.

Benditas são as mulheres! Se elas suportam uma das maiores dores, sentem sem dúvida a maior das felicidades. Uma mulher grávida é sempre algo sublime, ela tem algo de anjo e santo, uma aura invisível que reflete e ilumina seu rosto. Ela carrega nela a vida, um pedacinho dela mesma que vai um dia ter vida própria e isso é maravilhoso e assustador ao mesmo tempo.

Deve ser por isso que nos tornamos tão emotivas e choramos tão facilmente. Deve ser essa a razão de querermos estar satisfeitas em todos os nossos desejos.

Que a gravidez não é uma doença é verdade. Mas que não digam que é normal e que a pessoa pode viver normalmente, pois isso não é verdade. Todo o equilíbrio físico, psicológico e emocional fica balançado. Há ainda hoje civilizações onde as mulheres grávidas são tratadas como seres especiais e divinos.

Mãe que está descobrindo as alegrias da maternidade agora, deixa eu te dizer uma coisa: se você tem medo de não saber o suficiente para ensinar ao seu bebê os caminhos da vida, saiba que é com ele que você vai aprender a trilhar muitos desses caminhos. Viva a sua gravidez em todos os seus instantes e não se preocupe se está fazendo ou se fará as coisas certas ou erradas. Seu coração vai te ditar, confie nele! Aproveite ao máximo cada segundo, pois cada momento é único e esse privilégio não é dado a todos.

Autor Desconhecido.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

24ª semana

Minha Gravidez Semana a Semana

A medida do bebê é de 21cm e seu peso cerca de 540g.

O bebê ouve praticamente tudo e reconhece a voz da mamãe em diferentes tons. Pois é. Ele ainda está na barriga, mas já está por dentro de tudo o que se passa. Se souber o sexo, é bom escolher já o nome do bebê e conversar com ele chamando-o pelo nome.

Nessa fase de gestação, o pequeno já está bastante serelepe. Consegue dar cambalhotas dentro da barriga da mãe e dar chutes e socos fortes.

O útero deve estar uns 5cm acima do umbigo. Seu corpo está em pleno trabalho e se sentirá mais cansada.

Câimbras
Mais à frente, você poderá sentir câimbras principalmente quando estiver descansando. Isso ocorre devido a conseqüências do inchaço gestacional, cansaço e falta de alguns nutrientes.

Faça sempre alongamentos e inclua em sua refeição alimentos ricos em sódio, potássio e cálcio.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

É um menino....

Não ha sombra de dúvidas que teremos um menino.... é menino.... tímido, tentou esconder o tempo todo... Preguicinha da mamãe que ficou bocejando...ai que bocão lindo....

Felizes e ansiosos a sua espera nosso filho...

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Os padrões de sono dos bebês

Quantas horas os bebês precisam dormir?
Idade Número aproximado de horas de sono:
Recém-nascido 16 a 20 horas por dia
3 semanas 16 a 18 horas por dia
Seis semanas 15 a 16 horas por dia
4 meses 9 a 12 horas mais duas sonecas (2 a 3 horas cada)
6 meses 11 horas mais duas sonecas (duas a horas horas cada)
9 meses 11 a 12 horas mais duas sonecas (uma a duas horas cada)
1 ano 10 a 11 horas mais duas sonecas (uma a duas horas cada)
18 meses 13 horas mais uma ou duas sonecas (uma a duas horas cada)
2 anos 11 a 12 horas mais uma soneca (duas horas)
3 anos 10 a 11 horas mais uma soneca (duas horas)

Recém-nascido
Os recém-nascidos não sabem a diferença entre o dia e a noite. Precisam dormir e comer o tempo todo. Em geral, o recém-nascido dorme cerca de 16 a 19 horas no dia, por períodos de duas a quatro horas seguidas e acorda com fome. Com o tempo o bebê aprende a diferença entre dia e a noite e começa a dormir mais durante à noite.

Curiosidade: Quando o bebê ainda está no útero, o movimento de andar da mãe o embala para dormir. Sendo assim, o recém-nascido ainda adora ser balançado e embalado. Envolver o bebê com cobertas o fará se sentir "em casa". Muitos bebês também gostam de música.

3 semanas

Nesta etapa o bebê ainda acorda para mamar durante a noite, mas dorme por períodos mais longos, talvez umas três ou quatro horas. Ocorre predomínio do sono durante a noite e ele também começa a ficar mais tempo acordado durante o dia.

Obs.: O ciclo circadiano do bebê (relógio biológico) se consolida com o alongamento do sono noturno e encurtamento do diurno.

Curiosidade: Na mãe que está amamentando seu bebê, os hormônios reorganizaram seus padrões de sono para combinar com os do bebê. Esses hormônios ajudam a evitar a privação de sono.

Bebês alimentados com leite em pó dormem mais, pois o leite tende a ficar mais tempo no estômago. Mas de modo geral, os padrões de sono desses bebês são semelhantes aos dos amamentados no peito.

2 meses

Nesta idade o bebê está começando a se acalmar sozinho para dormir, mas ainda pode acordar à noite para comer. Embora seu padrão de sono já esteja se regulando, ele ainda possui um ritmo próprio.

Bebês nessa idade dormem cada dia menos, cerca de 15 a 16 horas em média. Ele dorme a maior parte dessas horas à noite e permanece acordado mais tempo, mas ele está chegando à fase de tirar três sonecas durante o dia. Como sempre, isso varia de um bebê para outro.

Há muitas diferenças de um bebê para outro nessa idade, mas em geral um bebê de dois meses ainda precisa comer durante a noite.

Dica: Choramingar um pouquinho quando ele acorda é normal. É possível que ele se acalme sozinho.

4 meses

O bebê de quatro meses dorme cerca de 9 a 11 horas por noite e tira mais ou menos duas sonecas de duas a três horas durante o dia. É uma fase de transição gradativa para duas sonecas diurnas.

O bebê faz muito mais coisas para acalmar-se até dormir. Deve ser fixada uma rotina para a hora de dormir, tanto à noite quanto nas sonecas. A rotina é algo muito importante para um bebê de quatro meses, por isso os horários de soneca e de dormir, e a forma como acontecem, devem ser mais ou menos os mesmos todos os dias.

6 meses

Os padrões de sono das pessoas variam e o mesmo acontece com os bebês de seis meses. Circunstâncias especiais como doença ou dormir numa cama diferente, podem afetar o padrão de sono do bebê.

O bebê de seis meses dorme cerca de 11 horas por noite e tira duas sonecas de cerca de uma a duas horas, geralmente pela manhã e à tarde. Quase todos os bebês saudáveis de seis meses conseguem dormir a noite toda.

Nesta fase o bebê está começando a ter suas próprias opiniões. Esta é a sua última oportunidade de decidir onde ele deverá dormir, sem que ele dê sua opinião a respeito.

9 meses
As preocupações com o sono são comuns por volta dos oito ou nove meses. Pode haver uma fase em que o bebê acorde sozinho no meio da noite e acorde a todos na casa, mesmo depois de passado um período dormindo a noite toda.

Aos nove meses, os bebês dormem cerca de 11/12 horas por noite. Exatamente como acontecia antes, o bebê acorda várias vezes durante a noite. A diferença agora é que ele se lembra da mãe quando acorda e sente saudade. Se ele estiver acostumado a ser embalado ou acariciado para dormir, irá querer o mesmo tratamento no meio da noite.

O bebê normalmente tira duas sonecas nessa idade. As sonecas da manhã e da tarde são em geral de uma a duas horas.

Dica: As crianças tendem a dormir mais quando estão doentes. Mas é difícil que durmam uma hora a mais do que o habitual. Se o bebê estiver dormindo mais do que uma hora além do tempo normal quando estiver doente, um médico deve ser consultado imediatamente.

1 Ano

Começam a ocorrer brigas na hora de dormir. O bebê está tão entusiasmado com suas novas habilidades, que sossegar para dormir torna-se cada vez mais difícil.

A criança de um ano dorme de 10 a 11 horas por noite e tira duas sonecas de uma a duas horas durante o dia. Como sempre, o bebê é quem sabe quanto sono precisa.

18 Meses

A vida é tão divertida e intensa para um bebê nessa idade que dormir é a última coisa que ele quer fazer. Ele precisa da ajuda da mãe para acalmar-se à noite.

Os bebês de 18 meses precisam de 13 horas de sono por dia. Como crianças diferentes precisam de números de horas de sono diferentes, cada criança tem o seu tempo certo.

Dica: Uma mamadeira à noite não é um bom hábito. Não é bom para os dentes. Se começar a fazer parte da rotina, a criança precisará sempre da mamadeira para dormir, até mesmo quando acordar no meio da noite.

2 Anos

A criança de dois anos ainda tenta quebrar as regras e briga constantemente na hora de dormir.

Em geral, as crianças de dois anos necessitam de 13 horas de sono por dia. Elas dormem de 11 a 12 horas à noite e talvez uma a duas horas à tarde.

Crianças nessa idade não precisam ir para a cama. Ser coerente com as regras diárias para a hora de dormir é a melhor maneira de ensinar os bons hábitos de sono para a criança

3 Anos

A criança de três anos dorme cerca de 12 horas por dia. Isso geralmente se divide em 10 ou 11 horas à noite e uma soneca de uma ou duas horas. A hora da soneca varia mais entre as crianças de três anos do que entre as de dois. A quantidade de sono de que ele vai precisar depende de fatores como acontecimentos do dia, estado de saúde, mudanças na sua rotina ou fase do seu desenvolvimento.

A criança nessa idade leva uma vida muito agitada, motivado pela linguagem em desenvolvimento e pela imaginação ativa. À noite, isso pode criar condições para sonhos e pesadelos. Uma maneira de ajudá-lo a sossegar será tornar sua rotina para a hora de dormir tranqüila e simples.

Dica: Se a criança não consegue dormir sem ter uma luz acesa, um abajur de luz bem fraca pode ser aceso. Em poucas semanas ele deve se acostumar.

Obs.: Entre 3 e 8 anos o sono noturno alonga-se progressivamente de modo que a maior parte das crianças é capaz de dormir a noite inteira. Aos 7 anos de idade é excepcional que uma criança durma durante o dia de maneira regular. Nesta idade ela já não deve apresentar sono durante o dia.

Em crianças hiperativas os distúrbios de sono são um achado importante como dificuldade para dormir, despertares freqüentes podendo estar acompanhados de comportamento inadequado durante à noite, destruindo objetos da casa.

Adolescência

Adolescentes dormem de 9 a 10 horas por noite. O tempo de sono noturno decresce no início da adolescência durante os dias em que eles vão à escola, enquanto continuam estáveis naqueles em que não vão à escola. Ocorre, portanto, um déficit crônico de sono determinado pela pressão social. Por isso surge a sonolência durante o dia e o desejo de dormir durante o dia caso surja alguma oportunidade.

A sonolência diurna também pode estar relacionada à maturação física e hormonal do adolescente.

Adulto Jovem

Adultos jovens dormem em média 6,5 horas a 8,5 horas. Conforme a idade avança, declinam as horas de sono.
Fatores que influenciam o sono infantil

Ainda não são evidentes as proporções em que fatores como o meio ambiente, fatores psicossociais e a própria maturação do sistema nervoso central influenciam na determinação dos padrões de sono.

Considera-se que no recém-nascido é preponderante a maturação do sistema nervoso central perdurando até 1 ano de vida. A partir daí o sono passa a ser muito influenciado pelos fatores do ambiente. Assim, mesmo sabendo que existem os relógios biológicos, para a manutenção do ritmo vigília-sono no padrão de 24 horas, é necessária a presença de eventos externos que indiquem a passagem do tempo.

terça-feira, 9 de novembro de 2010


Você quer ganhar um papai noel de natal? Então visite http://combinandoartes.blogspot.com/2010/10/sorteio-de-natalparticipem.html e faça sua inscrição.

23ª semana

Minha Gravidez Semana a Semana

O bebê cresceu mais um pouco, agora seu comprimento é de 20cm e pesa 455g. A parte interna do ouvido do bebê se consolida. Ainda magro e com a pele enrugada, o bebê já tem a aparência de quando nascer.

A sede da mamãe aumenta. É preciso beber bastante água. Descanse sempre que puder e evite serviço pesado ou então muito esforço físico.

Sua barriga está redonda e seu útero a quase 4cm acima do seu umbigo.

Hoje tento postar fotos...

Amanhã consulta e depois de amanhã ultra, tomara que dessa vez ele deixe ver...

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Sugestão Lista de enxoval...

Achei uma lista de enxoval por um forum do efamily, vai me dar pelo menos uma noção de por onde começar....

Lista de Enxoval Para: Bebê & Mamãe

ENXOVAL DA MAMÃE
Sugestão Comprar
02 soutiens para amamentação
01 cinta pós - parto
06 calcinhas para gestante
01 camisola
01 penhoar
01 par de chinelo macio sem salto
absorventes pós - parto

AMAMENTAÇÃO
Sugestão Comprar
02 mamadeiras grandes
02 mamadeiras pequenas
01 mamadeira de chá
01 pinça higiênica
06 babadores
01 mordedor macio
01 porta mamadeira térmico
01 almofada amamentação
01 bomba tira leite
01 esterilizador mamadeira
01 escova mamadeira
01 funil coador
01 peneira
01 conjunto panela de ágata
01 prato térmico
02 colheres de ponta macia

PASSEIO DO BEBÊ
Sugestão Comprar
01 carrinho
01 cortinado para carrinho
01 colchão para carrinho
01 móbile para carrinho
02 capas para carinho
01 berço desmontável
01 cercado
01 bebê conforto
01 capa para bebê conforto
01 cadeira de refeição
01 moisés
02 lenços para moisés
01 protetor solar para carro
01 sacola grande
01 sacola pequena
01 baby bag

BANHO DO BEBÊ
Sugestão Comprar
02 toalhas com capuz
03 toalhas de fraldas
01 banheira com suporte
01 apoio para banheira
02 potes de lenços umedecidos
01 pomada para assadura
01 termômetro para banho
01 conjunto pente / escova
01 aspirador nasal
01 saboneteira
01 cortador de unha
01 tesourinha sem ponta
02 sabonetes neutros
01 shampoo bebê
01 brinquedo flutuante

ENXOVAL DO BEBÊ
Sugestão Comprar
20 fraldas de pano
04 fraldas de mão
06 fraldas de boca
03 cueiros flanelados
02 mantas tecido / fustão
02 vira-mantas
08 faixas de umbigo
01 saco de bebê
06 conjuntos pagão malha
02 conjuntos pagão linha
06 macacões compridos
06 macacões curtos
06 camisetas
04 body curto / comprido
06 culotes malha / toalha
06 pares de meia RN
05 sapatinhos de linha / lã
02 pares de luvinhas
02 toucas

MATERNIDADE
Sugestão Comprar
01 mala maternidade
02 conjuntos saída maternidade
01 enfeite de porta
01 diário da mamãe
01 álbum do bebê
02 dúzias de lembrancinha
01 termômetro para febre

QUARTO DO BEBÊ
Sugestão Comprar
01 berço
01 armário
01 cômoda
01 colchão para berço
01 cama de babá
01 colchão para cama babá
02 prateleiras
01 tapete
03 quadrinhos
01 abajur
01 porta fralda
01 lixeirinha
01 porta treco com potes
01 garrafa témica
01 móbile de berço
01 babá eletrônica
01 cabideiro
01 protetor de tomada
01 almofada de posição
faixa de papel de parede
bichinheos para decoração

ENXOVAL DO QUARTO
Sugestão Comprar
04 lençóis para berço
04 fronhas
01 cobertor
01 manta térmica
01 edredom
01 conjunto protetor para berço
01 cortina para berço
01 trocador
01 sala de berço
01 travesseiro redondo
01 travesseiro anti-sufocante

De onde veio... http://gleicyblog.vilabol.uol.com.br/enxoval.html

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Por onde começar...

Preciso de idéias pra começar o enxoval. Acreditem ou não ainda não tenho nada, e o pior é que só na semana que vem faço o ultrason...quinta-feira.

Preciso de idéias...

Por onde eu começo?

22ª semana

22ª semana

Minha Gravidez Semana a Semana

Esta semana seu bebê está medindo em torno de 19cm e pesando cerca de 350g. Que gracinha! Sobrancelhas, cílios e unhas estão inteiramente formados. O cérebro cresce rapidamente. As papilas gustativas estão em formação.

Poucas mudanças aconteceram no corpo da mamãe da semana passada para cá. Seu útero está aproximadamente 2cm acima do seu umbigo.

A gravidez agora é tranqüila, a barriga ainda não está muito grande, mas já é notada e você está livre dos enjôos e azias. Curta o quanto puder esse período, nunca esquecendo dos cuidados orientados pelo médico.

E o sapequinha ta se escondendo....

Mais uma ultra na semana passada dia 25/10...

Fiz tudo que se pode imaginar, todas as supertições possíveis.

Comeu chocolate? - Na sala de espera e eu o papai babão (grávido tbm lógico) e la se foi uma barra de chocolate. Conversei, quase implorei pra ele se mostrar.
_ Filho mostra pro papai, a gente vai entrar la e você vai abrir a perninha e vai mostrar pro papai ta bonitinho...

Quem me dera se fosse tão tranquilo assim...

Ele sentou igual indiozinho e ainda em cima dos pezinhos e não mexeu por nada...aff...

Não adiantou conversa, não adiantão a médica quase virar minha barriga de tanto balançar, ele nem se mexeu.

Novamente ouvimos um... - eu apostaria em um menino, mais ele ta bem teimoso e não da pra ter certeza mãe.

O mais interessante foi que quando entrei no carro pra ir pra casa senti um bolo na minha barriga. O danadinho (ou danadinha né) tava se virando, aí falei pra ele ouvir mesmo....seu teimoso, agora você vira né...a mamãe e o papai queriam ver ....rsrsrsrs

Não adianta...Semana que vem nova tentativa...

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

"Quero ser mãe de um menino
Que ande de boné pela casa empurrando um carrinho, que trombe nos móveis às risadas, brinque com panelas e todas as coisas que não pode, faça histórias pros seus bonequinhos de plástico...
Quero ser mãe de um garotinho que fique com as bochechas coradas de correr. Que suba em árvores... um moleque bonitinho, que coma fruta do pé e limpe a boca na manga da blusa de moleton, que tome sopa fazendo barulho sem querer. Quero ser mãe de um menino de lindo olhar, que ria escondido, que pregue peças, muitas peças...
Que brinque de vídeo-game e que fique bravo quando perder e quando tiver de tomar bronca, que saia a correr descalço pela casa, que goste de sorvete com chantili. Que seja o primeiro da classe e seja elogiado por isso, e que tb seja o ESPULETA DA SALA!
Que um dia cole na prova de matemática. Quando adolescente, que chore vendo seu time perder ou ganhar, que ganhe sua primeira MOTO, que não escove os dentes para dormir, que queira namorar e sair, que chore no meu ombro a primeira decepção, que peça permissão para chegar mais tarde em casa, que quando HOMEM, se case um dia e que sua esposa tenha a mesma sorte que eu...
Seja mãe de um MENINO!"

Será mesmo um MENINO?????

Bem contrariando o sexto sentindo do pai, eis que através de um mal estar que tive essa semana vem uma surpresa.
A GO me pediu uma ultra pra ver se tava tudo bem...coraçãozinho a 146Bpm como não...rsrsrs ta com 190g e 2,5cm só de femur...

Eu quase não empolgada deixa, pedi pra dar palpite no sexo: -"Doutor ja da pra ver o que é?"..."Vi uma pontinha aqui e me parece um menino, mais não é certeza ta muito pequeno ainda. Espera ate a 20° semana e confirma mais acho que é. Olha aqui porque eu acho." E tinha mesmo uma pontinha la, de MENINO.... Por mim não da pra ter dúvidas, mais vamos esperar a outra ultra e confirmar.

Um menino, e o João jurando que era a Ana Luiza que tava com o cordão na frente pra fazer pirraça.

Veremos!!!!!

O Direito das Crianças

Ruth Rocha

Toda criança no mundo deve ser bem protegida
Contra os rigores do tempo, contra os rigores da vida.
Criança tem que ter nome, criança tem que ter lar
Ter saúde e não ter fome, ter segurança e estudar.
Não é questão de querer nem questão de concordar
Os diretos das crianças todos tem de respeitar.
Tem direito à atenção, direito de não ter medos
Direito a livros e a pão, direito de ter brinquedos.
Mas criança também tem o direito de sorrir.
Correr na beira do mar, ter lápis de colorir...
Ver uma estrela cadente, filme que tenha robô,
Ganhar um lindo presente, ouvir histórias do avô.
Descer do escorregador, fazer bolha de sabão,
Sorvete, se faz calor, brincar de adivinhação.
Morango com chantilly, ver mágico de cartola,
O canto do bem-te-vi, bola, bola,bola, bola!
Lamber fundo da panela, ser tratada com afeição
Ser alegre e tagarela, poder também dizer não!
Carrinho, jogos, bonecas, montar um jogo de armar,
Amarelinha, petecas e uma corda de pular.
Um passeio de canoa, pão lambuzado de mel,
Ficar um pouquinho à toa... contar estrelas no céu...
Ficar lendo revistinha, um amigo inteligente,
Pipa na ponta da linha, um bom dum cahorro-quente.
Festejar o aniversário, com bala, bolo e balão!
Brincar com muitos amigos, dar pulos no colchão.
Livros com muita figura, fazer viagem de trem,
Um pouquinho de aventura... alguém para querer bem...
Festinha de São João, com fogueira e com bombinha,
Pé-de-moleque e rojão, com quadrilha e bandeirinha.
Andar debaixo da chuva, ouvir música e dançar.
Ver carreiro de saúva, sentir o cheiro do mar.
Pisar descalça no barro, comer frutas no pomar,
Ver casa de joão-de-barro, noite de muito luar.
Ter tempo pra fazer nada, ter quem penteie os cabelos,
Ficar um tempo calada... falar pelos cotovelos.
E quando a noite chegar, um bom banho,
bem quentinho, sensação de bem-estar...
De preferência um colinho.
Embora eu não seja rei, decreto, neste país,
Que toda, toda criança tem direito de ser feliz!

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Dividindo o carinho...como meus pequenos vão aceitar meu bebê?

Aviso Para Quem Visitar A Minha Casa

01 -Seja bem-vindo.
02 -Lembre-se de que o cachorro vive aqui. Você não.
03 -Se você não quer pêlos de cachorro em suas roupas, fique longe dos móveis.
04 -Sim, o cachorro têm hábitos desagradáveis. Eu também, assim como você. E daí?!
05 -CLARO que eles cheiram a cachorros. Já percebeu como nós, humanos, cheiramos ao final de um dia de trabalho? Coloque-se no lugar de alguém que tem um olfato 400 vezes mais sensível que o seu e sempre o receberá com explosões de carinho no retorno ao lar.
06 -É da natureza deles tentar cheirar você. Por favor, sinta-se à vontade para cheirá-los também.
07 -Se existisse algum risco do cachorro mordê-lo, eu não o deixaria se aproximar de você. Porém, não posso impedi-lo de responder a agressões, as quais podem ocorrer até em pensamento, seja para com ele, seja para comigo a quem devotam fidelidade. Os cachorros percebem, tenha certeza.
08 -Você já tentou beijar alguém e recebeu em troca um empurrão? Se um cachorro tentar lambê-lo é porque aprova sua presença e quer demonstrar isso carinhosamente a você; e lembre-se que cachorros não mentem ou fingem.
09 -Aqui cachorro recebe devidos cuidados veterinários, alimentação sadia e cuidados higiênicos. Sua companhia é altamente recomendada pelos médicos, e a maioria das doenças que contraímos ao longo da vida com certeza nos são transmitidas por outros humanos.
10 -Há diversas situações nas quais cachorros são preferíveis a pessoas. Afinal de contas, sempre podemos confiar inteiramente em sua fidelidade e sinceridade.
11 -Para alguns eles são simples cachorros. Para mim são filhos adotivos que andam de 4 e não falam tão claramente. Eu não tenho problema em nenhum desses pontos. E você?
12 -Volte sempre que quiser, pois será bem-vindo. Até pelo cachorro. Eles são mais sensíveis que nós, bastando se aproximar para distinguir com clareza verdadeiros amigos de pessoas falsas.

Mais modelos de convite chá de fralda









Banho de balde...eu quero....


Banho de balde ou de banheira?
Especialistas indicam que o primeiro acessório é mais anatômico, simula o útero materno e diminui o desconforto do bebê
Por Márcia Bindo
Foto Divulgação powered by


Banho de bebê costuma vir acompanhado de trilha sonora – ou seja, muito chororô. Uma das explicações, segundo especialistas, é que, quando os pequeninos entram em contato com a água, logo se lembram do meio aquático do útero, um lugar fechado, escuro, quente e seguro. Quando percebem que estão em um ambiente claro, menos aquecido e aberto, ficam tensos.

A partir dessa constatação, obstetras e parteiros de maternidades na Holanda criaram em 1997 um baldinho pensando em transmitir ao bebê recém-nascido (até os 6 meses de idade) uma transição tranquila do útero para o mundão. “É como um miniofurô: os bebês ficam em posição fetal, submersos do pescoço para baixo, e relaxam automaticamente”, diz Ana Cristina, parteira do Gama – Grupo de Apoio à Maternidade Ativa.

Um balde comum (dos mais resistentes) custa cerca de 15 reais. Já o Tummytub (foto), que chegou ao Brasil há um ano, sai em média por 120 reais, mas é específico para os nenês: o plástico é atóxico, sua base é antiderrapante e há um centro de gravidade que permite estabilidade e segurança no banho. Dá para ver a lista de lugares onde é vendido no site da empresa: www.tummytub.com.br.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Modelinhos de convite de Chá de Fraldas que achei a net....não vou negar que quero um bem criativo





“Você Gestante”

Crias um ser em ti
Que já se incomoda com teus problemas
Permanece sereno quando estás em paz
Poderás admirá-lo em breve
Ele reconhecerá o teu tato
Seguirá teus passos
Te porá a cantar, a sonhar
Te forçará a aprender para que possas ensinar
Te deixará exausta de falar, mas lerá teus olhos
Dessarumará tua roupa, teus cabelos, te achando linda
Lutará contigo pra ir junto
Horas ficarás louca da vida mas doida por ele
Que saberá arrancar teus risos
Que rirá de tuas graças sem graça
Te pedirá histórias
Te forçará a criar
Poderá vir a te “jogar-na-cara”
Mas não te abortará do coração
Será teu amigo
Carregando teu sangue, levando teus traços, espalhando teu nome
Ouvirá teus sussurros quando tantos ignorarão teus berros
Apostará em ti
Acreditará nos teus talentos
Afinal, mulher, o ser que está em teu ventre
É predestinado a te amar infinitamente.

O que é um menino - Alan Beck

Entre a inocência da infância
e a compostura da maturidade
há uma deliciosa criatura chamada MENINO.

Embora se apresentem em tamanhos,
pesos e cores sortidos, todos os meninos
têm o mesmo credo; aproveitar cada segundo
de cada minuto de todas as horas de
todos os dias e protestar ruidosamente...

O barulho é sua única arma
quando seu último minuto é decretado
e os adultos os empacotam e os metem na cama.

Meninos são encontrados em todas as partes:
em cima de,
embaixo de,
dentro de,
subindo em,
balançando-se no,
correndo em volta de,
pulando...

As mães os adoram,
as meninas os odeiam,
irmãos e irmãs mais velhos os suportam,
adultos os ignoram,
o céu os protegem...

Um menino é a Verdade com o rosto sujo,
a Beleza com um corte no dedo,
a Sabedoria com um chiclete no cabelo,
a esperança do futuro com uma rã no bolso...

Quando você está ocupado, um menino
é uma conversa-fiada, intrometido e amolante.
Quando você deseja que ele cause boa impressão,
seu cérebro vira geléia, ou ele se transforma
em uma criatura sádica e selvagem empenhada
em desmontar o mundo ao seu redor.

Um menino é um híbrido:
o apetite de um cavalo,
a disposição de um engole-espadas,
a energia de uma bomba atômica de bolso,
a curiosidade de um gato,
os pulmões de um ditador,
a imaginação de um Júlio Verne,
o retraimento de uma violeta,
o entusiasmo de um bombeiro
- e quando se mete a fazer alguma coisa
é como se tivesse cinco polegares em cada mão...

Gosta de sorvete,
canivetes, serrotes,
pedaços de pau, bichos grandes,
água (no seu "habitat" natural),
papai, sábados, domingos e feriados,
mangueiras de água.

Não é partidário de catecismo,
escolas, livros sem figuras,
lições de musica, colarinhos,
barbeiros, meninas, agasalhos,
adultos e "hora de dormir"...

Ninguém se levanta tão cedo,
nem chega tão tarde para o jantar.
Ninguém se diverte tanto com árvores, cachorroe e mosquitos.
Ninguém mais é capaz de meter num único bolso
um canivete enferrujado,
uma maçã comida pela metade,
um metro e meio de barbante,
um saco de matéria plástica,
duas pastilhas de chiclete,
três notas de um real,
um estilingue,
e um fragmento de "substância ignorada".

Um menino é uma criatura mágica:
você pode mantê-lo fora do seu escritório,
mas não pode expulsá-lo de seu coração.
Pode pô-lo para fora da sala de visitas,
mas não pode tirá-lo de sua mente.
Queira, ou não, ele é seu captor,
seu carcereiro, seu dono, seu patrão,
um cara sarapintado, um nanico,
um mata-gatos, um pacote de encrencas...

Mas quando a noite você chega em casa,
com suas esperanças e seus sonhos reduzidos a pedaços,
ele possui a magia de soldá-los em um segundo,
pronunciando duas palavras somente:
"Oi pai... Fala mãe !!!"

Quer deixar sua parceira "louquinha" de prazer? Comece seguindo estes conselhos. (Atenção: Segredos revelados por uma mulher.)

Técnica nº1 : Mãos Molhadas

Sim, a técnica das mãos molhadas. Certamente a mais popular entre as mulheres. Tão simples. Tão excitante. Você vai deixá-la completamente sem fôlego:

1. Faça sua parceira sentar-se em uma cadeira confortável na cozinha. Certifique-se que ela consegue ver muito bem tudo que você faz.

2. Encha a pia da cozinha com água e adicione algumas gotas de detergente para louça com aroma. (Existem muitos aromas que podem ser utilizados -maçã, limão, lavanda - escolha o que quiser. Se estiver em dúvida, experimente o 'neutro').

3. Segurando uma esponja macia , submerja suas mãos na água e sinta sua pele ser envolvida pelo líquido até que a esponja esteja bem molhada..


4. Agora, movendo-se devagar e gentilmente, pegue um prato sujo do jantar, coloque-o dentro da pia e esfregue a esponja em toda a superfície do prato. Vá esfregando com movimentos circulares até que o prato esteja limpo.

5. Enxague o prato com água limpa e coloque-o para secar. Repita com toda a louça do jantar até que sua parceira esteja gemendo de prazer.


Técnica nº2: Vibrando pela Sala

Esta técnica utiliza o que para muitas mulheres é considerado um "brinquedinho". É um pouco mais difícil do que a primeira, mas com algum treino você vai fazer com que sua parceira grite de prazer.

1. Cuidadosamente apanhe o aspirador de pó no lugar onde ele fica guardado. Seja gentil, demonstre a ela que você sabe o que está fazendo.

2. Ligue-o na tomada, aperte os botões certos na ordem correta.

3. Vagarosamente vá movendo-se para frente e para trás, para frente e para trás... por todo o carpete da sala. Você saberá quando deve passar para uma nova área.

4. Vá mudando gradativamente de lugar. Repita quantas vezes seja necessário até atingir os resultados.


Técnica n°3 : A Camiseta Molhada

Este joguinho é bem fácil, embora você precise de mente rápida e reflexos certeiros. Se você for capaz de administrar corretamente a agitação e a vibração do processo, sua parceira falará de sua perfomance a todas as amigas dela.

1. Você precisará de duas pilhas de roupas sujas. Uma com as roupas brancas, e outra com as coloridas.

2. Encha a máquina de lavar com água e vá derramando gentilmente o sabão em pó dentro dela (para deixar a mulher ofegante, use exatamente a quantidade recomendada pelo fabricante).

3. Agora, sensualmente coloque as roupas brancas na máquina... uma de cada vez.... devagar. Feche a tampa e ligue o 'ciclo completo'.

4. Enquanto você vê sua companheira babar de desejo por você, essa é uma ótima oportunidade para pôr em prática a Técnica nº2.

5. Ao fim do ciclo, retire as roupas da máquina e estenda-as para secar. Repita a operação com as roupas coloridas..

Atenção: Se nesse ponto ela começar a gritar algo como: - "Sim! Sim! Ai! Isso! Ai mesmo! Oh meu Deus! Não pára! Não pára não!" Não pare. Continue até que ela esteja exausta de prazer.


Técnica nº4: O que sobe, desce

Esta é uma técnica muito rapidinha. Para aqueles momentos em que você quer surpreendê-la com um toque de satisfação e felicidade. Pode ter certeza, ela não vai resistir.

1. Ao ir ao banheiro, levante o assento do vaso. Ao terminar, abaixe novamente.

2. Faça isso todas as vezes.

3. Ela vai precisar de atendimento médico de tanto prazer.


Técnica nº5: Gratificação Total

Cuidado: colocar em prática esta técnica pode levar sua companheira a um tal estado de sublimação que será difícil depois acalmá-la, podendo causar riscos irreversíveis a saúde da mulher.

1. Esta técnica leva algum tempo para aperfeiçoar. Empenhe-se com afinco. Experimente sozinho algumas vezes durante a semana e tente surpreendê-la numa sexta-feira à noite. Funciona melhor se ela trabalha fora e chega cansada em casa.

2. Aprenda a fazer uma refeição completa. Seja bom nisso.

3. Quando ela chegar em casa, convença-a a tomar um banho relaxante (de preferência aromático em uma banheira de água morna que você já preparou).

4. Enquanto ela está lá, termine o jantar que você já adiantou antes dela chegar em casa.

5. Após ela estar relaxada pelo banho e saciada pelo jantar, proceda com a Técnica nº1.

6. Preste atenção nela pois o estado de satisfação será extremamente alto, podendo causar coma repentino.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Queria que o mundo inteiro parasse agora.
Não sei porque mais a vontade que eu tenho é deir pra bem longe e ter meu filho longe de todo mundo, não contar pra ninguém.
Ir pra um lugar onde ninguém saiba que eu sou. Garanto que saberei criar meu bebê e que não deixarei que nada falte a ele, isso tenha certeza que farei.
Sozinha e longe...só não sei se amenisaria ou aumentaria a dor que to sentindo...aliás, porque eu to sentindo essa dor? Alguem sabe me dizer?
Acho que no fim das contas é só um dia ruim, um dia ruim que as vezes vem e as vezes passa...mais nunca passa totalmente.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Porque tão cedo?
Essa pergunta ñão sai da minha cabeça.
Você era tão bom, tudo era normal, tudo era motivo de graça, difici era te ver levando algo a sério.
Mais um dia você levou... e quem diria...
Quem diria que uma dia eu iria ver você e o Euler casados, nossa essa era uma imagem que eu não acreditava, mais graças a Deus consegui ver...
Você encontrou uma pessoa que te amou e te ama sem limites...e você sempre foi um menino...via a vida como um menino...com muita esperança e bom humor...
Eu sei que nada é por acaso...
Ela ja perdeu duas vezes e você tava la ao lado dela...
Mais perder você era algo que ninguem esperava...no fundo do meu coração eu sempre pensava "ele vai sair dessa", e rezava muito pra você no íntimo do meu silêncio.
Você foi um irmão pro meu irmão e um amigo pra mim. Um amigo que me viu crescer e que tava por perto na maioria das minhas mancadas...mesmo que fosse pra eu gritar e xingar vocês na beira do campo..."acordaaa, joga bola pôoooo".
Ainda ouço a sua risada, ainda ouço a sua voz...

Vai fazer muita falta pra muita gente...
Vai fazer muita falta pro meu irmão...
Vai fazer muita falta pra ela...

Que bom que Deus deixou um pedaço de você aqui com a gente, e fique certo que vamos cuidar dele e ele vai saber que o Pai dele foi o melhor cara que ja existiu...
Eu sei que no fundo você ja sabia...É MENINO...mais você partiu antes que ela pudesse dizer...e sei que ele vai seguir os passos que você deixou...
Estaremos ao lado dela, eu te prometo.
Agora você ja tem voz de homem de novo como você queria. Um menino com voz de homem...

Descanse em paz meu amigo...

É tão estranho
Os bons morrem jovens
Assim parece ser
Quando me lembro de você
Que acabou indo embora
Cedo demais...

Quando eu lhe dizia:
"Eu me apaixono todo dia
E é sempre a pessoa errada."
Você sorriu e disse:
"Eu gosto de você também."

Só que você foi embora
Cedo demais...

Eu continuo aqui
Com meu trabalho e meus amigos
E me lembro de você em dias assim
Dia de chuva, dia de sol
E o que sinto não sei dizer.

Vai com os anjos, vai em paz!
Era assim todo dia de tarde
A descoberta da amizade
Até a próxima vez...

É tão estranho
Os bons morrem antes
Me lembro de você
E de tanta gente que se foi
Cedo demais...

E cedo demais
Eu aprendi a ter tudo o que sempre quis
Só não aprendi a perder
E eu, que tive um começo feliz
Do resto não sei dizer.

Lembro das tardes que passamos juntos
Não é sempre, mas eu sei
Que você está bem agora
Só que este ano
O verão acabou
Cedo demais...

SER MÃE

A missão de ser mãe quase sempre começa com alguns meses de muito enjôo, seguido por anseios incontroláveis por comidas estranhas, aumento de peso, dores na coluna, o aprimoramento da arte de arrumar travesseiros preenchendo, espaços entre o volume da barriga e o resto da cama.

Ser mãe é não esquecer a emoção do primeiro movimento do bebezinho dentro da barriga; o instante maravilhoso em que ele se materializou ante os seus olhos, a boquinha sugando o leite, com vontade, e o primeiro sorriso de reconhecimento.

Ser mãe é ficar noites sem dormir, é sofrer com as cólicas do bebê e se angustiar com os choros inexplicáveis: será dor de ouvido, fralda molhada, fome, desejo de colo?

É a inquietação com os resfriados, pânico com a ameaça de pneumonia, coração partido com a tristeza causada pela morte do bichinho de estimação do pequerrucho.

Ser mãe é ajudar o filho a largar a chupeta e a mamadeira. É leva-lo para a escola e segurar suas mãos na hora da vacina.

Ser mãe é se deslumbrar em ver o filho se revelando em suas características únicas, é observar suas descobertas. Sentir sua mãozinha procurando a proteção da sua, o corpinho se aconchegando debaixo dos cobertores.

É assistir aos avanços, sorrir com as vitórias e ampara-los nas pequenas derrotas. É ouvir as confidências.

Ser mãe é ler sobre uma tragédia no jornal e se perguntar: “e se tivesse sido meu filho?”

E quando vir fotos de crianças famintas, se perguntar se pode haver dor maior do que ver um filho morrer de fome.

Ser mãe é descobrir que se pode amar ainda mais um homem ao vê-lo passar talco, cuidadosamente, no bebê ou ao observa-lo sentado no chão, brincando com o filho. É se apaixonar de novo pelo marido, mas por razões que antes de ser mãe consideraria muito pouco românticas.

É sentir-se invadir de felicidade ante o milagre que é uma criança dando seus primeiros passos, conseguindo expressar toscamente em palavras seus sentimentos, juntando as letras numa frase.

Ser mãe é se inundar de alegria ao ouvir uma gargalha gostosa, ao ver o filho acertando a bola no gol ou mergulhando corajosamente do trampolim mais alto.

Ser mãe é descobrir que, por mais sofisticada que se possa ser, por mais elegante, um grito aflito de “mamãe” a faz derrubar o suflê ou o cristal mais fino, sem a menor hesitação.

Ser mãe é descobrir que sua vida tem menos valor depois que chega o bebê. Que se deseja sacrificar a vida para poupar a do filho, mas ao mesmo tempo deseja viver mais – não para realizar os seus sonhos, mas para ver a criança realizar os dela.

É ouvir o filho falar da primeira namorada, da primeira decepção e quase morrer de apreensão na primeira vez que ele se aventurar ao volante de um carro.

É ficar acordada de noite, imaginando mil coisas, até ouvir o barulho da chave na fechadura da porta e os passos do jovem, ecoando portas adentro do lar.

Finalmente, é se inundar de gratidão por tudo que se recebe e se aprende com o filho, pelo crescimento que ele proporciona, pela alegria profunda que ele dá.

Ser mãe é aguardar o momento de ser avó, para renovar as etapas da emoção, numa dimensão diferente de doçura e entendimento.

É estreitar nos braços o filho do filho e descobrir no rostinho minúsculo, os traços maravilhosos do bem mais precioso que lhe foi confiado ao coração: um espírito imortal vestido nas carnes de seu filho.

A maternidade é uma dádiva. Ajudar um pequenino a desenvolver-se e a descobrir-se, tornando-se um adulto digno, é responsabilidade que Deus confere ao coração da mulher que se transforma em mãe.

E toda mulher que se permite ser mãe, da sua ou da carne alheia, descobre que o filho que depende do seu amor e da segurança que ela transmite, é o melhor presente que Deus lhe deu.

Estar grávida é...

... ler 50 vezes o resultado positivo do exame para ter certeza que está correto.

... ficar chocada ao saber que uma gestação dura 40 semanas e não nove meses como todo mundo diz por aí.

... se pegar imaginando, por horas a fio, como será os olhos, os cabelos e a pele do filho que vai chegar.

... torcer, e muuuuuuito, para que ele nasça perfeitinho.

... nunca mais dizer "ai, se fosse meu filho!" quando encontrar uma criança tendo acessos de birra no corredor de um shopping center.

... sair na rua e só enxergar mulheres grávidas.(e como isso acontece)

... ter sono, muito sono.

... chorar com comercial de carro, de comida, chorar por qualquer coisa.

... ter dor nas costas; nos pés, em tudo.

... Pensar na gravidez 100% do tempo; ficar com medo de não ter mais assunto porque, afinal, você só fala da gravidez.

... esperar ansiosamente pelo dia do ultrassom, e assim que sair de lá, esperar ansiosamente pelo próximo!(doida pra ver meu bebê)

... aprender a enxergar o filho nas manchas de um ultra-sonografia.

... ler muito sobre gravidez, pular o capitulo do parto (pois ainda é muito cedo pra se preocupar) e ir direto para os cuidados com o bebê.

... ir ao shopping e desejar apenas coisinhas para o filho.

... torcer para ficar barriguda.

... temer as horrendas estrias.

... ficar muito esquisita e descobrir uma incrível capacidade de sentir todas as emoções em uma hora, da alegria descontrolada ao mau humor sem fim.

... acordar várias vezes de madrugada para fazer xixi.

... é escolher todo dia o que comer, sem se importar se vai engordar, além do que você já está gorda.

... ter desejos estranhos e ser atendida, por que desejo de grávida não se pode recusar!

... ter 22 anos e entrar na fila de prioridade, onde só tem idosos e participar das conversas ultra nostálgicas, fazer um monte de novos amigos nessas filas e gostar disso.

... é todos querendo passar a mão na sua barriga, beijar, segurar, sentir mexer, ouvir, de tudo.

... reparar que seu marido fica muito mais interessante como pai do seu filho e perceber que foi o único homem capaz de te presentear com tamanha alegria.

... rir sozinha ao sentir o bebê mexer, mesmo que ele te acorde várias vezes durante a noite, porque você não esta numa posição confortável para ele.
Só estando grávida pra saber o gostinho dessas coisas...

...é ter peitão, bundão e mesmo assim ser super respeitada quando olham pra barriga.

... pensar todos os dias em como vai ser essa criaturinha linda que ta vindo ao mundo.

... querer que seu filho só tenha o melhor, que não veja coisas tristes e que se ver aprenda a respeitar e se possivel ajudar.

... acreditar num mundo melhor.

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Meninas....

Blog novo com muitas informações pra nós mamães e tbm muitas promoções...

http://mamaesdesorte.blogspot.com

entrem e participem das promoções....

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Uma criança pronta pra nascer perguntou a DEUS:

“Me disseram que serei enviado a terra amanhã...
Como eu vou viver lá, sendo assim pequeno e indefeso?“

E DEUS disse:
"Entre muitos anjos, eu escolhi um em especial pra você. Estará te esperando e tomará conta de você."

Perguntou a criança:
"Mas diga-me: aqui no céu eu não faço nada a não ser cantar e sorrir, o que é suficiente pra que eu seja feliz. serei feliz lá?"

DEUS falou:
"Seu anjo cantará e sorrirá para você... A cada dia, a cada instante, você sentirá o amor do seu anjo e será feliz".

e a criança respondeu :
"como poderei entender quando falarem comigo, se eu não conheço a língua que as pessoas falam?"

DEUS ponderou:
"Com muita paciência e carinho, seu anjo vai te ensinar".

A criança estava cheia de dúvidas:
"E o que farei quando eu quiser falar com você?".

"Seu anjo vai juntar suas mãos e te ensinar a rezar, disse deus."

"Eu ouvi que na terra há homens maus. Quem vai me proteger?", perguntou ansiosa a criança.

E DEUS:
"Seu anjo vai te defender mesmo que isso signifique arriscar a vida dele".

A criança:
"Mas eu serei sempre triste porque não vou te ver mais".

DEUS:
"Seu anjo sempre vai te falar sobre mim, te ensinar a maneira de vir até mim, e eu estarei sempre dentro de você".

Nesse momento havia muita paz no céu. Mas as vozes da terra já podiam ser ouvidas.

A criança, apressada, pediu suavemente:
"Oh DEUS, se eu estiver a ponto de ir agora, diga-me, por favor, o nome do meu anjo".

E DEUS respondeu:
"Você vai chamar seu anjo de... MÃE".
Nossa tenho que vir comentar sobre a primeira ultra...ja fiz, foi lindo.....aiaiaia....esses dias muita correria, muito enjoo....Preciso de um tempinho...venho hoje ainda, ja que amanhã tem jogão aqui na minha cidade, Corintians x Cruzeiro. Meus dois times do coração se enfrentando na minha frente.

E quem disse que mamãe, ou melhor, mulher não gosta de futebol.....Amo...amo....amo....

A verdade sobre os primeiros momentos de maternidade

Achei esse testo no e-familynet e apesar de algumas mães terem achado vulgar....amei...nossa fico me imaginando todos os dias nessa situação....rsrsrsrs...


A notícia da maternidade é um impacto único da vida da mulher. Nada mudará esse fato. Você vai dormir e, quando acordar, o bebê continuará lá; mesmo que pareça impossível, é estranho perceber que é mãe.
Normalmente a primeira viagem que a gente tem é uma imagem bonita (com blur) da gente com um vestido de voil marfim, o barrigão lindo, sorrindo, em um campo florido, descalça, andando de mãos dadas com o pai da criança, e uma nuvem de coração no céu azul. A gravidez é linda pra quem vê, mais é orrivel pra quem estar, é lindo sim e é muito gostoso, mais agente nao peida, caga pedra e as vezes fica entupida mesmo, cançada e em falar no sono terrivel...
Vamos encarar essa nova fase da vida, essa nova figura que está para sair da sua barriga ou da sua xoxota em poucos meses.
Se tudo correr bem, sua pressão não subir e se você conseguir engordar um pouco mais de um quilo por mês, você pode esperar por meses incríveis. No começo sua barriga fica igualzinha, e você só ficará convencida de que tem alguém la dentro depois da ultra. Depois ela começa a crescer pros lados e você dá uma embarangada. Claro que também tem os enjôos, que vêm de repente, e a azia.
Na padaria e na feira você ganhará uma provinha de tudo que olhar com simpatia, aproveite.
Lá pelo sétimo mês você começa a pedir arrego, e assim permanece, cada dia mais redonda, até o oitavo mês; então lá pela 38a semana, fique esperta que está chegando o grande momento.
Durante a gravidez, nós mulheres, desenvolvemos uma linda relação telepática com aquele ser que nos chuta as costelas. Conversamos com ele, a gente ali redonda e o bebê lá dentro, quietinho. Podemos leva-lo dentro da barriga pra qualquer balada, praia, restaurante, portanto, nunca se esqueça de perceber que, apesar de estar com a pele esticada e andar feito pinguim, você ainda é mulher, uma pessoa normal, que pode ir e vir. Parece tão óbvio, mas aproveite seus últimos momentos “a nível de” indivíduo.
Com ou sem bolsa estourada, com ou sem data marcada, chegará a hora de parir.
Ahhhh, minha cara. Aí é que o bicho começa a pegar. Você vai pra maternidade com aquela maleta e o nariz emborrachado (e o andar de pinguim), segue para o quarto, pré-parto, sala de parto. Lá vai, força na periquita, literalmente. Há mulheres que fazem “rá” e – zupt – o bebê sai escorregando xoxota afora. Maravilha, você lá esbodegada, toda arreganhada, olhando pra cara do seu marido, que conheceu você num restaurante, toda cheirosa, magrinha, tratada. Nessa hora o bofe tá lá, com os olhos arreganhados, vendo você com a cara roxa inchada. E de touquinha branca. Os peitões esparramados pro lado, enoormes, com aqueles bicos gigantes pretos, e a coitada da periquita, mais poderosa do que nunca, ali, descansando depois do kit cabeça-ombro-joelho-e-pé. Ufa, descanse.
Tem também a opção cesárea, que é politicamente incorreta, mas que consiste em você marcar uma horinha, de modo que possa se preparar toda, fazer seu cabelo, unhas massagem. Chega e vai pro mesmo circuito: quarto, pré-parto, sala de parto. O povo da sala de parto batendo aquele papinho besta, e 15 minutos depois – tcham- seu baby fora da barriga. Mais alguns minutos, barriga costurada, periquita preservada, e aquele bebê ali, te olhando, todo amassadinho.
Aquela bonita relação telepática que você construiu ao longo de nove meses foi uma viagem. Ele não se comporta como quando ele tava na barriga. Tava pensando o que? Que ele ia te obedecer, já que vocês trocaram altas idéias telepáticas? Esqueça, ele chora, chora e chora mais. E lá vem a enferemeira trazendo ele como se ter uma criança sugando seus peitos fosse uma coisa normalíssima na sua vida. Você começa, nesse momento , a perder sua identidade.
Seu novo nome? “Mãe”
“Mãe” pra lá, “Mãe” pra cá. Todo mundo te chama de “Mãe”.
“Vamos lá, Mãe,seu bebê precisa mamar o colostro.”
Colostro? Deus me livre. O peito, nesta altura, está começando a inflar de tal forma que você poderá não conseguir fechar os braços, e o bebê ali amassado, chorando.A família toda em volta da sua cama, você de peito de fora com o bico preto explodindo, e a cada hora vem uma tia pegar nele, tentando enfiá-lo na boca do bebê. “Pegou, agora ele pegou!”
“Puuuuta que pariu. Como é que essa coisa tão pequena tava tão obediente dentro da minha barriga, nossa relação era tão harmoniosa, eu olho pra ele agora e me dá um medo danado.Pára de olhar pros meus peitos!”
Mama, mama, mama, parou de chorar.
Agora…você vai descansar.
Durma, criatura, pare de pensar no bebê e tente dormir, você não tem “loção” de como sentirá saudades desse momento sono na sua vida.
Dia seguinte, lá vem a enfermeira, animadíssima: “Bom dia, Mãe!”. Traz o bebê e você – plaft – peitão na roda.
Acabou? Arrotou? Agora vamos ao seu primeiro banho pós-parto.
“Levante-se, Mãe, Tire a roupa, tire a cinta, segure ali, segure as pernas, Mãe, senão você cai.”
Ah, tá saindo sangue ainda? Bobagem, nada que dez absorventes de elefanta não absorvam, não se preocupe, ainda vai sair alguma coisa de dentro de você durante algum tempo.
Acabou o banho? Penteia, bota calcinha, absorvente de elefanta, cinta, apeeeeerta, apeeeeeerta, engata os 50 colchetes. Bota a camisola e a pantufa que vai chegar visita.
“Mãe, agora vá dar uma andada no corredor.”
Lá vai você de cabelos penteados, robe e pantufas, olhar a porta dos outros quartos pra ver quantos bebês nasceram com o mesmo nome que o seu.
E que tal uma televisãozinha pra relaxar?Nananinanão. Chegou o bebê de novo, ta chorando, Mãe. Peitão pra fora. Outro peito. Arrota.
Chega a hora de ir pra casa e curtir aqueles momentos preciosos.
“Agora, sim, somos uma família. Eu, você…nosso bebê… é tudo tão lindo.”
Três em três horas aquela linda e nova pessoa que agora faz parte da sua vida vai querer mamar.
Começou a mamada: chup, chup, chup… Trinta minutos num peito… dormiu.
“Ei, acorda (cutuca), acorda, não vai dar tempo…só temos três horas entre uma e outra, vambora otimizar esse tempo!”. Vinte minutos.
Ele acorda e você troca de peito. Chup, chup,chup…Trinta minutos
Acabou. Não se esqueça de botar a criança pra arrotar, Mãe! E você segura o bebê… Mais pra cima, não, é mais embaixo. Bate nas costas dele… Nada…Bate mais… Quinze minutos.
BLAAAAAAAAAAAARRRRRRRRRRRRR.Arrotou!!!!!
!!!!
Uma hora e quarenta e cinco minutos, só de mamada.
Que cheiro é esse? Cagou – se todo de amarelo.Argh. Troca fralda, limpa, pomada, bota a roupinha, dá uns beijinhos …Dormiu?
Beleza! Você conseguiu resumir essa mamada numas duas horas, sobrou-lhe uma hora.
É mais ou menos isso, a cada três horas ele lhe toma duas, non – stop, durante três meses.
Com o passar dos meses, seu bebê vai ficando mais “cuticiti”, você vai conseguindo dormir duas horas seguidas, depois vem a sopinha, arroz, feijão, seus peitos voltaram a ser seus, e talvez você já consiga trepar novamente, uma vez ou duas vezes – , e talvez até consiga retocar as raízes.
A boa notícia é que quando eles fazem 3 aninhos ficam tão fofinhos! Aproveite tudo, porque passa rápido.
O que mais posso dizer para auto – ajudá-la nessa empreitada maravilhosa?
Não abra mão da Pampers noturna.

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Ja que como disse ainda não sei o sexo do meu lindinho vai a consulta ao nome de menino que escolhemos. Ai meu Deus cada vez me sinto mais orgulhosa.

João Henrique Rocha de Andrade

Destino: Identifica o propósito na vida

O professor. Sem sombra de dúvida, essa é uma criança que vai seguir a rotina da casa muito rapidamente. Você pode acertar o relógio pelo seu chorinho - será hora de trocá-la e dar de mamar. Há nela um sentido de organização muito forte. Não gosta que mexam nas suas coisas ou nos seus brinquedos.

E não tente engambelar uma criança 4. Exigente, ela cobra que tudo seja feito da forma prometida. Cumpra o combinado ou se prepare para dar alguma explicação verdadeira. Fica magoada quando não respeitada e passa a não acreditar no que os pais dizem.

É amorosa, mas sente dificuldade em expressar os sentimentos, por isso vai tentar demonstrar o afeto com atitudes. Uma delas será compartilhar com os coleguinhas tudo aquilo que sabe – adora ensinar. Como valoriza a estabilidade, essa criança necessita de um lar seguro. Abrace-a mais vezes para que ela tenha certeza disso.

Personalidade: Descreve como ele se comporta e se expressa no mundo

A vida lá fora parece ser muito mais divertida para essa criança. E isso vai te dar a sensação de que o seu bebê parece não querer perder tempo. Comum estar mamando e dar aquela paradinha para saber o que se passa do outro lado da porta. Comunicativo, adora fazer amizades e faz isso com muita facilidade. Impossível é resistir à sua carinha sabida. Guiado pelos cinco sentidos, o pequeno parece ler os seus pensamentos. Nem bem você começa a falar e ele irá completar a frase. Impulsivo e cheio de idéias, o bebê com a personalidade 5 fuça tudo ao redor. Se você quiser fazer uma surpresa e lhe dar um presente, portanto, esconda o mimo fora de casa. Aulas de judô, caratê ou qualquer atividade física podem ser de grande ajuda porque, além de liberar tanta energia concentrada, trazem a consciência da mente e do corpo, proporcionando equilíbrio.

Alma: Revela os sentimentos, nem sempre percebidos pelas outras pessoas

Determinação e coragem são as palavras-chave para esse bebê. Desde pequeno, você perceberá que ele amadurece mais rápido do que as outras crianças. Recompense-o com muita confiança e terá o seu respeito imediatamente.

Obedecer ordens não será um problema para esse pequeno. Ele se sente seguro quando tem uma rotina estabelecida. Quando errar, aceitará ser castigado. Por outro lado, ficará furioso quando for injustiçado. Dê a ele razão quando necessário!

As realizações intelectuais serão recompensadas. E a religião terá um papel importante em sua vida por trazer-lhe o equilíbrio.
Hoje sem querer vasculhando a internet achei algo interessante no site da abril, o site fala sobre a numerologia dos bebês de acordo com o nome escolhido pelos pais, além de dar dicas de nomes. Eu que não sou boba nem nada tratei de consultar, só que como ainda não sei o sexo do meu baby fiz o teste pelo nome de menina, eu simplesmente amei o resultado. SE for menina virei aqui daqui alguns anos conferir, porque se minha pequena for tudo que ta dizendo la, nossa eu vou ser a mãe mais orgulhosa do mundo.rsrsrsrs. Vou postar o resultado então:

Ana Luiza Rocha Andrade

Destino: Identifica o propósito na vida

Aquele que nutre. Desde muito cedo, você perceberá que esse bebê é dono de um carisma capaz de encantar todos a sua volta. Essa criança não suporta ser tratada com indiferença ou permanecer em ambientes tensos. E atenção: nada de deixar o pequeno isolado. Ele tem a necessidade de se sentir parte da família e precisa que os relacionamentos tragam segurança tanto no plano emocional como no físico.

Providencie uma cama adicional, pois, conforme ele for crescendo, vai gostar de trazer os amiguinhos para dormir em casa. Esse bebê adora receber visitas. Não se surpreenda se, quando menos você esperar, ele tomar a iniciativa de ir buscar doces na cozinha para os convidados.

Como tem um espírito colaborativo, dividirá seus brinquedos com outras crianças, principalmente as que não podem comprar, pois ele se sente bem quando pode ajudar o próximo. Facilmente, assume diversas responsabilidades e caberá a você ensiná-lo a não se comprometer com mais do que ele possa suportar.

Personalidade:Descreve como ele se comporta e se expressa no mundo

Seu filho é dessas crianças precoces. Já nos primeiros dias de vida, parece ter mais idade do que um recém-nascido. E, mesmo quando começa a engatinhar, fará isso com uma competência que saltará aos olhos dos pais. Mais para a frente, vai ser comum ouvir dos outros que ele se comporta bem diante das visitas. Mas nem pense em fazer disso (ou seja, dele) o centro das atenções. Ele é apenas responsável, não um superstar. Deixará os amigos mais legais usarem os seus brinquedos ou o material escolar – isso significa aqueles que os devolvem na mesma condição em que foram emprestados. Poderá parecer ciumento, mas no fundo é que sabe quanto custa cada coisa, sem falar do valor afetivo que atribui a elas. É justo e espera o mesmo de você. Quanto ao futuro dele, pode se sentir privilegiada: como seu filhote precisa de estabilidade, vai buscar uma carreira sólida, que lhe traga segurança, mesmo que o trabalho duro lhe seja exigido.

Alma: Revela os sentimentos, nem sempre percebidos pelas outras pessoas

Intuitivo e muito sensível ao ambiente e às pessoas, seu bebê tem necessidade de paz. Pode ficar inquieto e chorar em determinados lugares se não se sentir bem. Não insista e ele ficará extremamente agradecido. Nada lhe passa despercebido. Parece até adivinhar os pensamentos da mãe e se apronta para dar todo o amor no momento que você mais precisa. Ele, aliás, deseja sempre ajudar os outros e a família. Mas ele teme as criticas e jamais esquece uma indiferença. Seu silêncio é o sinal de que está realmente magoado. Tratado com afeto e respeito, vai aprender a confiar em si mesmo e se tornará mais independente, enfrentando as dificuldades sem tanto sofrimento.

Lindo demais....segue o link pra quem quiser consultar tambem: http://bebe.abril.com.br/ferramentas/nomes/nomes-de-bebes.php

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Não sei se é normal, mais eu to sentindo uma fome louca e umas dores estranhas na barriga.... Essa semana faço a Ultra e coloco as imagens aqui. Queria que a minha barriga crescesse logo....Te amo desde agora meu pequeno.

Gente coisa mais louca, seja a dor que for, seja o mal estar que for, é só o João por a mão na minha barriga que tudo passa. Desde pequeno ja conhece o pai.

sábado, 31 de julho de 2010

O Papel do Pai na Amamentação

Dez passos para a participação do pai no apoio ao Aleitamento Materno


1- Encoraje e incentive sua mulher a amamentar
Por vezes, ela pode estar insegura de sua capacidade para o aleitamento. Seu apoio será fundamental nessas horas.


2- Divida e compartilhe as mamas de sua mulher com o bebê
Mesmo que seja difícil aceitar, lembre-se que a amamentação é um período passageiro. Dê prioridade a seu filho(a).


3- Sempre que possível, participe do momento da amamentação
Sua presença, carícias e toques durante o ato de amamentar são fatores importantes para a manutenção do vínculo afetivo do trinômio mãe + filho + pai.


4- Seja paciente e compreensivo
No período de amamentação é pouco provável que sua mulher possa manter a casa, as refeições e se arrumar de forma impecável. As necessidades do recém-nascido são prioritárias nessa fase.


5- Sinta-se útil durante o período da amamentação
Coopere nas tarefas do bebê na medida do possível: trocar fraldas, ajudar no banho, vestir, embalar etc. Quando ela estiver dando de mamar, leve um copo de suco de frutas e/ou água, ela vai adorar!


6- Mantenha-se sereno
Embora o aleitamento traga muitas alegrias, também traz muitas dificuldades e cansaço. Às vezes sua mulher pode ficar impaciente. Mostre carinho e compreensão nesse momento. Evite brigas desnecessárias para não prejudicar psicologicamente a descida do leite.


7- Procure ocupar-se mais dos outros filhos (se tiver)
Para que não se sintam rejeitados com a chegada do novo irmão. Isso permitirá à sua mulher dedicar-se mais ao recém-nascido.


8- Mantenha o hábito de acariciar os seios de sua mulher
Se você costumava fazê-lo. Estudos demonstram que quanto mais uma mulher é sensível às carícias do companheiro, mais reagirá à estimulação rítmica de seu bebê.


9- Fique atento às variações do apetite sexual de sua mulher
Algumas reagem para mais, outras para menos; são alterações normais. Esta é uma ocasião para o casal vivenciar novas experiências e hábitos sexuais, adaptando-se ao momento.


10- Não traga para casa, latas de leite, mamadeiras e chupetas
O sucesso desse período depende, em grande parte, de sua atitude. O aleitamento materno exclusivo até os 6 meses e seu carinho e apoio é tudo que seu bebê necessita para crescer inteligente e saudável.

Grupo Interinstitucional de Incentivo ao Aleitamento Materno
Salvador, BA - 1993
"Dizei dele o que for de vosso agrado; mas sou quem melhor conhece a imperfeição do meu filho. Não o quero com porque é bom, mas por ser meu filho. Se tenho que castiga-lo, mais ainda é parte do meu ser. Se com isso faço correr suas lágrimas, as minhas correm também. Somente eu, ó juiz, posso puni-lo, pois só quem ama é que castiga." (Tagore).

" O Papai esta muito entusiasmado com a minha chegada, vários planos pro futuro estão se tornando presentes. A mamãe não anda muito bem, esta meio enjoada, na verdade acho que nem ela esta se suportando, coitado do meu papai, ainda bem que comigo ela sempre esta cheia de amor... Sempre delicada....carinhosa.....ahhhhh...Sou a sensação do momento!!!!

Primeiros meses


Pois bem......GRAVIDISSIMA....Fizemos a primeira consulta ao médico....nada demais...ele só tirou algumas dúvidas, e claro pediu milhares de exames e o tal do ultrassom (to doida pra ouvir o coraçãozinho do meu baby, e saber realmente com quanto tempo ele ta, eu to calculando 8 semanas). Eis que agora sou gestante.....Essa fase só não é tão tranquila quanto eu queria que fosse....choro, como choroooooo......o tempo todo e enjoo demais....nada para no meu estômago, nada mesmo....tudo que eu mais gostava de comer me da enjôo.....Pois bem, vou fazer o que me aconselharam e tentar fazer deste espaço uma forma de me expressar, um cantinho pra contar o que estou sentindo.

Bem agora fica a expectativa Ana Luiza ou João Henrique.....


A VOLTA

Pois é..... era pra ser um blog sobre meu casamento....bem .....era. Acabou virando um espaço meu...pra tudo. Pois Voltamos pra Uberlândia depois de quase um ano de Patos de Minas....é vivemos e aprendemos.....passamos nosso primeiro aniversario de casamento muito felizes, ja de volta a Udia e agora pouco mais de um mês depois do nosso primeiro ano juntos, eis que surge uma pessoinha...."A sensação do momento", depois de muitos "Negativo", o primeiro "POSITIVO"....nosso Baby, seja menino ou menina, esta a caminho.