"Quero ser mãe de um menino...

Eu sou mãe de primeira viagem....carrego para você o mundo em minha bagagem. De repente, vi tudo mudar... tudo é novo, você vai chegar!!!!Nossa história começa assim: tenho você aqui dentro de mim... se tenho razão pra viver, é porque amo você...
Duas vidas e um caminho pra se viver,se eu fosse escolher, escolheria você... Tudo é lindo, não dá pra explicar!!! Vejo a vida agora começar... Estou tão feliz...

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Dividindo o carinho...como meus pequenos vão aceitar meu bebê?

Aviso Para Quem Visitar A Minha Casa

01 -Seja bem-vindo.
02 -Lembre-se de que o cachorro vive aqui. Você não.
03 -Se você não quer pêlos de cachorro em suas roupas, fique longe dos móveis.
04 -Sim, o cachorro têm hábitos desagradáveis. Eu também, assim como você. E daí?!
05 -CLARO que eles cheiram a cachorros. Já percebeu como nós, humanos, cheiramos ao final de um dia de trabalho? Coloque-se no lugar de alguém que tem um olfato 400 vezes mais sensível que o seu e sempre o receberá com explosões de carinho no retorno ao lar.
06 -É da natureza deles tentar cheirar você. Por favor, sinta-se à vontade para cheirá-los também.
07 -Se existisse algum risco do cachorro mordê-lo, eu não o deixaria se aproximar de você. Porém, não posso impedi-lo de responder a agressões, as quais podem ocorrer até em pensamento, seja para com ele, seja para comigo a quem devotam fidelidade. Os cachorros percebem, tenha certeza.
08 -Você já tentou beijar alguém e recebeu em troca um empurrão? Se um cachorro tentar lambê-lo é porque aprova sua presença e quer demonstrar isso carinhosamente a você; e lembre-se que cachorros não mentem ou fingem.
09 -Aqui cachorro recebe devidos cuidados veterinários, alimentação sadia e cuidados higiênicos. Sua companhia é altamente recomendada pelos médicos, e a maioria das doenças que contraímos ao longo da vida com certeza nos são transmitidas por outros humanos.
10 -Há diversas situações nas quais cachorros são preferíveis a pessoas. Afinal de contas, sempre podemos confiar inteiramente em sua fidelidade e sinceridade.
11 -Para alguns eles são simples cachorros. Para mim são filhos adotivos que andam de 4 e não falam tão claramente. Eu não tenho problema em nenhum desses pontos. E você?
12 -Volte sempre que quiser, pois será bem-vindo. Até pelo cachorro. Eles são mais sensíveis que nós, bastando se aproximar para distinguir com clareza verdadeiros amigos de pessoas falsas.

Mais modelos de convite chá de fralda









Banho de balde...eu quero....


Banho de balde ou de banheira?
Especialistas indicam que o primeiro acessório é mais anatômico, simula o útero materno e diminui o desconforto do bebê
Por Márcia Bindo
Foto Divulgação powered by


Banho de bebê costuma vir acompanhado de trilha sonora – ou seja, muito chororô. Uma das explicações, segundo especialistas, é que, quando os pequeninos entram em contato com a água, logo se lembram do meio aquático do útero, um lugar fechado, escuro, quente e seguro. Quando percebem que estão em um ambiente claro, menos aquecido e aberto, ficam tensos.

A partir dessa constatação, obstetras e parteiros de maternidades na Holanda criaram em 1997 um baldinho pensando em transmitir ao bebê recém-nascido (até os 6 meses de idade) uma transição tranquila do útero para o mundão. “É como um miniofurô: os bebês ficam em posição fetal, submersos do pescoço para baixo, e relaxam automaticamente”, diz Ana Cristina, parteira do Gama – Grupo de Apoio à Maternidade Ativa.

Um balde comum (dos mais resistentes) custa cerca de 15 reais. Já o Tummytub (foto), que chegou ao Brasil há um ano, sai em média por 120 reais, mas é específico para os nenês: o plástico é atóxico, sua base é antiderrapante e há um centro de gravidade que permite estabilidade e segurança no banho. Dá para ver a lista de lugares onde é vendido no site da empresa: www.tummytub.com.br.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Modelinhos de convite de Chá de Fraldas que achei a net....não vou negar que quero um bem criativo





“Você Gestante”

Crias um ser em ti
Que já se incomoda com teus problemas
Permanece sereno quando estás em paz
Poderás admirá-lo em breve
Ele reconhecerá o teu tato
Seguirá teus passos
Te porá a cantar, a sonhar
Te forçará a aprender para que possas ensinar
Te deixará exausta de falar, mas lerá teus olhos
Dessarumará tua roupa, teus cabelos, te achando linda
Lutará contigo pra ir junto
Horas ficarás louca da vida mas doida por ele
Que saberá arrancar teus risos
Que rirá de tuas graças sem graça
Te pedirá histórias
Te forçará a criar
Poderá vir a te “jogar-na-cara”
Mas não te abortará do coração
Será teu amigo
Carregando teu sangue, levando teus traços, espalhando teu nome
Ouvirá teus sussurros quando tantos ignorarão teus berros
Apostará em ti
Acreditará nos teus talentos
Afinal, mulher, o ser que está em teu ventre
É predestinado a te amar infinitamente.

O que é um menino - Alan Beck

Entre a inocência da infância
e a compostura da maturidade
há uma deliciosa criatura chamada MENINO.

Embora se apresentem em tamanhos,
pesos e cores sortidos, todos os meninos
têm o mesmo credo; aproveitar cada segundo
de cada minuto de todas as horas de
todos os dias e protestar ruidosamente...

O barulho é sua única arma
quando seu último minuto é decretado
e os adultos os empacotam e os metem na cama.

Meninos são encontrados em todas as partes:
em cima de,
embaixo de,
dentro de,
subindo em,
balançando-se no,
correndo em volta de,
pulando...

As mães os adoram,
as meninas os odeiam,
irmãos e irmãs mais velhos os suportam,
adultos os ignoram,
o céu os protegem...

Um menino é a Verdade com o rosto sujo,
a Beleza com um corte no dedo,
a Sabedoria com um chiclete no cabelo,
a esperança do futuro com uma rã no bolso...

Quando você está ocupado, um menino
é uma conversa-fiada, intrometido e amolante.
Quando você deseja que ele cause boa impressão,
seu cérebro vira geléia, ou ele se transforma
em uma criatura sádica e selvagem empenhada
em desmontar o mundo ao seu redor.

Um menino é um híbrido:
o apetite de um cavalo,
a disposição de um engole-espadas,
a energia de uma bomba atômica de bolso,
a curiosidade de um gato,
os pulmões de um ditador,
a imaginação de um Júlio Verne,
o retraimento de uma violeta,
o entusiasmo de um bombeiro
- e quando se mete a fazer alguma coisa
é como se tivesse cinco polegares em cada mão...

Gosta de sorvete,
canivetes, serrotes,
pedaços de pau, bichos grandes,
água (no seu "habitat" natural),
papai, sábados, domingos e feriados,
mangueiras de água.

Não é partidário de catecismo,
escolas, livros sem figuras,
lições de musica, colarinhos,
barbeiros, meninas, agasalhos,
adultos e "hora de dormir"...

Ninguém se levanta tão cedo,
nem chega tão tarde para o jantar.
Ninguém se diverte tanto com árvores, cachorroe e mosquitos.
Ninguém mais é capaz de meter num único bolso
um canivete enferrujado,
uma maçã comida pela metade,
um metro e meio de barbante,
um saco de matéria plástica,
duas pastilhas de chiclete,
três notas de um real,
um estilingue,
e um fragmento de "substância ignorada".

Um menino é uma criatura mágica:
você pode mantê-lo fora do seu escritório,
mas não pode expulsá-lo de seu coração.
Pode pô-lo para fora da sala de visitas,
mas não pode tirá-lo de sua mente.
Queira, ou não, ele é seu captor,
seu carcereiro, seu dono, seu patrão,
um cara sarapintado, um nanico,
um mata-gatos, um pacote de encrencas...

Mas quando a noite você chega em casa,
com suas esperanças e seus sonhos reduzidos a pedaços,
ele possui a magia de soldá-los em um segundo,
pronunciando duas palavras somente:
"Oi pai... Fala mãe !!!"

Quer deixar sua parceira "louquinha" de prazer? Comece seguindo estes conselhos. (Atenção: Segredos revelados por uma mulher.)

Técnica nº1 : Mãos Molhadas

Sim, a técnica das mãos molhadas. Certamente a mais popular entre as mulheres. Tão simples. Tão excitante. Você vai deixá-la completamente sem fôlego:

1. Faça sua parceira sentar-se em uma cadeira confortável na cozinha. Certifique-se que ela consegue ver muito bem tudo que você faz.

2. Encha a pia da cozinha com água e adicione algumas gotas de detergente para louça com aroma. (Existem muitos aromas que podem ser utilizados -maçã, limão, lavanda - escolha o que quiser. Se estiver em dúvida, experimente o 'neutro').

3. Segurando uma esponja macia , submerja suas mãos na água e sinta sua pele ser envolvida pelo líquido até que a esponja esteja bem molhada..


4. Agora, movendo-se devagar e gentilmente, pegue um prato sujo do jantar, coloque-o dentro da pia e esfregue a esponja em toda a superfície do prato. Vá esfregando com movimentos circulares até que o prato esteja limpo.

5. Enxague o prato com água limpa e coloque-o para secar. Repita com toda a louça do jantar até que sua parceira esteja gemendo de prazer.


Técnica nº2: Vibrando pela Sala

Esta técnica utiliza o que para muitas mulheres é considerado um "brinquedinho". É um pouco mais difícil do que a primeira, mas com algum treino você vai fazer com que sua parceira grite de prazer.

1. Cuidadosamente apanhe o aspirador de pó no lugar onde ele fica guardado. Seja gentil, demonstre a ela que você sabe o que está fazendo.

2. Ligue-o na tomada, aperte os botões certos na ordem correta.

3. Vagarosamente vá movendo-se para frente e para trás, para frente e para trás... por todo o carpete da sala. Você saberá quando deve passar para uma nova área.

4. Vá mudando gradativamente de lugar. Repita quantas vezes seja necessário até atingir os resultados.


Técnica n°3 : A Camiseta Molhada

Este joguinho é bem fácil, embora você precise de mente rápida e reflexos certeiros. Se você for capaz de administrar corretamente a agitação e a vibração do processo, sua parceira falará de sua perfomance a todas as amigas dela.

1. Você precisará de duas pilhas de roupas sujas. Uma com as roupas brancas, e outra com as coloridas.

2. Encha a máquina de lavar com água e vá derramando gentilmente o sabão em pó dentro dela (para deixar a mulher ofegante, use exatamente a quantidade recomendada pelo fabricante).

3. Agora, sensualmente coloque as roupas brancas na máquina... uma de cada vez.... devagar. Feche a tampa e ligue o 'ciclo completo'.

4. Enquanto você vê sua companheira babar de desejo por você, essa é uma ótima oportunidade para pôr em prática a Técnica nº2.

5. Ao fim do ciclo, retire as roupas da máquina e estenda-as para secar. Repita a operação com as roupas coloridas..

Atenção: Se nesse ponto ela começar a gritar algo como: - "Sim! Sim! Ai! Isso! Ai mesmo! Oh meu Deus! Não pára! Não pára não!" Não pare. Continue até que ela esteja exausta de prazer.


Técnica nº4: O que sobe, desce

Esta é uma técnica muito rapidinha. Para aqueles momentos em que você quer surpreendê-la com um toque de satisfação e felicidade. Pode ter certeza, ela não vai resistir.

1. Ao ir ao banheiro, levante o assento do vaso. Ao terminar, abaixe novamente.

2. Faça isso todas as vezes.

3. Ela vai precisar de atendimento médico de tanto prazer.


Técnica nº5: Gratificação Total

Cuidado: colocar em prática esta técnica pode levar sua companheira a um tal estado de sublimação que será difícil depois acalmá-la, podendo causar riscos irreversíveis a saúde da mulher.

1. Esta técnica leva algum tempo para aperfeiçoar. Empenhe-se com afinco. Experimente sozinho algumas vezes durante a semana e tente surpreendê-la numa sexta-feira à noite. Funciona melhor se ela trabalha fora e chega cansada em casa.

2. Aprenda a fazer uma refeição completa. Seja bom nisso.

3. Quando ela chegar em casa, convença-a a tomar um banho relaxante (de preferência aromático em uma banheira de água morna que você já preparou).

4. Enquanto ela está lá, termine o jantar que você já adiantou antes dela chegar em casa.

5. Após ela estar relaxada pelo banho e saciada pelo jantar, proceda com a Técnica nº1.

6. Preste atenção nela pois o estado de satisfação será extremamente alto, podendo causar coma repentino.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Queria que o mundo inteiro parasse agora.
Não sei porque mais a vontade que eu tenho é deir pra bem longe e ter meu filho longe de todo mundo, não contar pra ninguém.
Ir pra um lugar onde ninguém saiba que eu sou. Garanto que saberei criar meu bebê e que não deixarei que nada falte a ele, isso tenha certeza que farei.
Sozinha e longe...só não sei se amenisaria ou aumentaria a dor que to sentindo...aliás, porque eu to sentindo essa dor? Alguem sabe me dizer?
Acho que no fim das contas é só um dia ruim, um dia ruim que as vezes vem e as vezes passa...mais nunca passa totalmente.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Porque tão cedo?
Essa pergunta ñão sai da minha cabeça.
Você era tão bom, tudo era normal, tudo era motivo de graça, difici era te ver levando algo a sério.
Mais um dia você levou... e quem diria...
Quem diria que uma dia eu iria ver você e o Euler casados, nossa essa era uma imagem que eu não acreditava, mais graças a Deus consegui ver...
Você encontrou uma pessoa que te amou e te ama sem limites...e você sempre foi um menino...via a vida como um menino...com muita esperança e bom humor...
Eu sei que nada é por acaso...
Ela ja perdeu duas vezes e você tava la ao lado dela...
Mais perder você era algo que ninguem esperava...no fundo do meu coração eu sempre pensava "ele vai sair dessa", e rezava muito pra você no íntimo do meu silêncio.
Você foi um irmão pro meu irmão e um amigo pra mim. Um amigo que me viu crescer e que tava por perto na maioria das minhas mancadas...mesmo que fosse pra eu gritar e xingar vocês na beira do campo..."acordaaa, joga bola pôoooo".
Ainda ouço a sua risada, ainda ouço a sua voz...

Vai fazer muita falta pra muita gente...
Vai fazer muita falta pro meu irmão...
Vai fazer muita falta pra ela...

Que bom que Deus deixou um pedaço de você aqui com a gente, e fique certo que vamos cuidar dele e ele vai saber que o Pai dele foi o melhor cara que ja existiu...
Eu sei que no fundo você ja sabia...É MENINO...mais você partiu antes que ela pudesse dizer...e sei que ele vai seguir os passos que você deixou...
Estaremos ao lado dela, eu te prometo.
Agora você ja tem voz de homem de novo como você queria. Um menino com voz de homem...

Descanse em paz meu amigo...

É tão estranho
Os bons morrem jovens
Assim parece ser
Quando me lembro de você
Que acabou indo embora
Cedo demais...

Quando eu lhe dizia:
"Eu me apaixono todo dia
E é sempre a pessoa errada."
Você sorriu e disse:
"Eu gosto de você também."

Só que você foi embora
Cedo demais...

Eu continuo aqui
Com meu trabalho e meus amigos
E me lembro de você em dias assim
Dia de chuva, dia de sol
E o que sinto não sei dizer.

Vai com os anjos, vai em paz!
Era assim todo dia de tarde
A descoberta da amizade
Até a próxima vez...

É tão estranho
Os bons morrem antes
Me lembro de você
E de tanta gente que se foi
Cedo demais...

E cedo demais
Eu aprendi a ter tudo o que sempre quis
Só não aprendi a perder
E eu, que tive um começo feliz
Do resto não sei dizer.

Lembro das tardes que passamos juntos
Não é sempre, mas eu sei
Que você está bem agora
Só que este ano
O verão acabou
Cedo demais...

SER MÃE

A missão de ser mãe quase sempre começa com alguns meses de muito enjôo, seguido por anseios incontroláveis por comidas estranhas, aumento de peso, dores na coluna, o aprimoramento da arte de arrumar travesseiros preenchendo, espaços entre o volume da barriga e o resto da cama.

Ser mãe é não esquecer a emoção do primeiro movimento do bebezinho dentro da barriga; o instante maravilhoso em que ele se materializou ante os seus olhos, a boquinha sugando o leite, com vontade, e o primeiro sorriso de reconhecimento.

Ser mãe é ficar noites sem dormir, é sofrer com as cólicas do bebê e se angustiar com os choros inexplicáveis: será dor de ouvido, fralda molhada, fome, desejo de colo?

É a inquietação com os resfriados, pânico com a ameaça de pneumonia, coração partido com a tristeza causada pela morte do bichinho de estimação do pequerrucho.

Ser mãe é ajudar o filho a largar a chupeta e a mamadeira. É leva-lo para a escola e segurar suas mãos na hora da vacina.

Ser mãe é se deslumbrar em ver o filho se revelando em suas características únicas, é observar suas descobertas. Sentir sua mãozinha procurando a proteção da sua, o corpinho se aconchegando debaixo dos cobertores.

É assistir aos avanços, sorrir com as vitórias e ampara-los nas pequenas derrotas. É ouvir as confidências.

Ser mãe é ler sobre uma tragédia no jornal e se perguntar: “e se tivesse sido meu filho?”

E quando vir fotos de crianças famintas, se perguntar se pode haver dor maior do que ver um filho morrer de fome.

Ser mãe é descobrir que se pode amar ainda mais um homem ao vê-lo passar talco, cuidadosamente, no bebê ou ao observa-lo sentado no chão, brincando com o filho. É se apaixonar de novo pelo marido, mas por razões que antes de ser mãe consideraria muito pouco românticas.

É sentir-se invadir de felicidade ante o milagre que é uma criança dando seus primeiros passos, conseguindo expressar toscamente em palavras seus sentimentos, juntando as letras numa frase.

Ser mãe é se inundar de alegria ao ouvir uma gargalha gostosa, ao ver o filho acertando a bola no gol ou mergulhando corajosamente do trampolim mais alto.

Ser mãe é descobrir que, por mais sofisticada que se possa ser, por mais elegante, um grito aflito de “mamãe” a faz derrubar o suflê ou o cristal mais fino, sem a menor hesitação.

Ser mãe é descobrir que sua vida tem menos valor depois que chega o bebê. Que se deseja sacrificar a vida para poupar a do filho, mas ao mesmo tempo deseja viver mais – não para realizar os seus sonhos, mas para ver a criança realizar os dela.

É ouvir o filho falar da primeira namorada, da primeira decepção e quase morrer de apreensão na primeira vez que ele se aventurar ao volante de um carro.

É ficar acordada de noite, imaginando mil coisas, até ouvir o barulho da chave na fechadura da porta e os passos do jovem, ecoando portas adentro do lar.

Finalmente, é se inundar de gratidão por tudo que se recebe e se aprende com o filho, pelo crescimento que ele proporciona, pela alegria profunda que ele dá.

Ser mãe é aguardar o momento de ser avó, para renovar as etapas da emoção, numa dimensão diferente de doçura e entendimento.

É estreitar nos braços o filho do filho e descobrir no rostinho minúsculo, os traços maravilhosos do bem mais precioso que lhe foi confiado ao coração: um espírito imortal vestido nas carnes de seu filho.

A maternidade é uma dádiva. Ajudar um pequenino a desenvolver-se e a descobrir-se, tornando-se um adulto digno, é responsabilidade que Deus confere ao coração da mulher que se transforma em mãe.

E toda mulher que se permite ser mãe, da sua ou da carne alheia, descobre que o filho que depende do seu amor e da segurança que ela transmite, é o melhor presente que Deus lhe deu.

Estar grávida é...

... ler 50 vezes o resultado positivo do exame para ter certeza que está correto.

... ficar chocada ao saber que uma gestação dura 40 semanas e não nove meses como todo mundo diz por aí.

... se pegar imaginando, por horas a fio, como será os olhos, os cabelos e a pele do filho que vai chegar.

... torcer, e muuuuuuito, para que ele nasça perfeitinho.

... nunca mais dizer "ai, se fosse meu filho!" quando encontrar uma criança tendo acessos de birra no corredor de um shopping center.

... sair na rua e só enxergar mulheres grávidas.(e como isso acontece)

... ter sono, muito sono.

... chorar com comercial de carro, de comida, chorar por qualquer coisa.

... ter dor nas costas; nos pés, em tudo.

... Pensar na gravidez 100% do tempo; ficar com medo de não ter mais assunto porque, afinal, você só fala da gravidez.

... esperar ansiosamente pelo dia do ultrassom, e assim que sair de lá, esperar ansiosamente pelo próximo!(doida pra ver meu bebê)

... aprender a enxergar o filho nas manchas de um ultra-sonografia.

... ler muito sobre gravidez, pular o capitulo do parto (pois ainda é muito cedo pra se preocupar) e ir direto para os cuidados com o bebê.

... ir ao shopping e desejar apenas coisinhas para o filho.

... torcer para ficar barriguda.

... temer as horrendas estrias.

... ficar muito esquisita e descobrir uma incrível capacidade de sentir todas as emoções em uma hora, da alegria descontrolada ao mau humor sem fim.

... acordar várias vezes de madrugada para fazer xixi.

... é escolher todo dia o que comer, sem se importar se vai engordar, além do que você já está gorda.

... ter desejos estranhos e ser atendida, por que desejo de grávida não se pode recusar!

... ter 22 anos e entrar na fila de prioridade, onde só tem idosos e participar das conversas ultra nostálgicas, fazer um monte de novos amigos nessas filas e gostar disso.

... é todos querendo passar a mão na sua barriga, beijar, segurar, sentir mexer, ouvir, de tudo.

... reparar que seu marido fica muito mais interessante como pai do seu filho e perceber que foi o único homem capaz de te presentear com tamanha alegria.

... rir sozinha ao sentir o bebê mexer, mesmo que ele te acorde várias vezes durante a noite, porque você não esta numa posição confortável para ele.
Só estando grávida pra saber o gostinho dessas coisas...

...é ter peitão, bundão e mesmo assim ser super respeitada quando olham pra barriga.

... pensar todos os dias em como vai ser essa criaturinha linda que ta vindo ao mundo.

... querer que seu filho só tenha o melhor, que não veja coisas tristes e que se ver aprenda a respeitar e se possivel ajudar.

... acreditar num mundo melhor.