"Quero ser mãe de um menino...

Eu sou mãe de primeira viagem....carrego para você o mundo em minha bagagem. De repente, vi tudo mudar... tudo é novo, você vai chegar!!!!Nossa história começa assim: tenho você aqui dentro de mim... se tenho razão pra viver, é porque amo você...
Duas vidas e um caminho pra se viver,se eu fosse escolher, escolheria você... Tudo é lindo, não dá pra explicar!!! Vejo a vida agora começar... Estou tão feliz...

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

"Quero ser mãe de um menino
Que ande de boné pela casa empurrando um carrinho, que trombe nos móveis às risadas, brinque com panelas e todas as coisas que não pode, faça histórias pros seus bonequinhos de plástico...
Quero ser mãe de um garotinho que fique com as bochechas coradas de correr. Que suba em árvores... um moleque bonitinho, que coma fruta do pé e limpe a boca na manga da blusa de moleton, que tome sopa fazendo barulho sem querer. Quero ser mãe de um menino de lindo olhar, que ria escondido, que pregue peças, muitas peças...
Que brinque de vídeo-game e que fique bravo quando perder e quando tiver de tomar bronca, que saia a correr descalço pela casa, que goste de sorvete com chantili. Que seja o primeiro da classe e seja elogiado por isso, e que tb seja o ESPULETA DA SALA!
Que um dia cole na prova de matemática. Quando adolescente, que chore vendo seu time perder ou ganhar, que ganhe sua primeira MOTO, que não escove os dentes para dormir, que queira namorar e sair, que chore no meu ombro a primeira decepção, que peça permissão para chegar mais tarde em casa, que quando HOMEM, se case um dia e que sua esposa tenha a mesma sorte que eu...
Seja mãe de um MENINO!"

Será mesmo um MENINO?????

Bem contrariando o sexto sentindo do pai, eis que através de um mal estar que tive essa semana vem uma surpresa.
A GO me pediu uma ultra pra ver se tava tudo bem...coraçãozinho a 146Bpm como não...rsrsrs ta com 190g e 2,5cm só de femur...

Eu quase não empolgada deixa, pedi pra dar palpite no sexo: -"Doutor ja da pra ver o que é?"..."Vi uma pontinha aqui e me parece um menino, mais não é certeza ta muito pequeno ainda. Espera ate a 20° semana e confirma mais acho que é. Olha aqui porque eu acho." E tinha mesmo uma pontinha la, de MENINO.... Por mim não da pra ter dúvidas, mais vamos esperar a outra ultra e confirmar.

Um menino, e o João jurando que era a Ana Luiza que tava com o cordão na frente pra fazer pirraça.

Veremos!!!!!

O Direito das Crianças

Ruth Rocha

Toda criança no mundo deve ser bem protegida
Contra os rigores do tempo, contra os rigores da vida.
Criança tem que ter nome, criança tem que ter lar
Ter saúde e não ter fome, ter segurança e estudar.
Não é questão de querer nem questão de concordar
Os diretos das crianças todos tem de respeitar.
Tem direito à atenção, direito de não ter medos
Direito a livros e a pão, direito de ter brinquedos.
Mas criança também tem o direito de sorrir.
Correr na beira do mar, ter lápis de colorir...
Ver uma estrela cadente, filme que tenha robô,
Ganhar um lindo presente, ouvir histórias do avô.
Descer do escorregador, fazer bolha de sabão,
Sorvete, se faz calor, brincar de adivinhação.
Morango com chantilly, ver mágico de cartola,
O canto do bem-te-vi, bola, bola,bola, bola!
Lamber fundo da panela, ser tratada com afeição
Ser alegre e tagarela, poder também dizer não!
Carrinho, jogos, bonecas, montar um jogo de armar,
Amarelinha, petecas e uma corda de pular.
Um passeio de canoa, pão lambuzado de mel,
Ficar um pouquinho à toa... contar estrelas no céu...
Ficar lendo revistinha, um amigo inteligente,
Pipa na ponta da linha, um bom dum cahorro-quente.
Festejar o aniversário, com bala, bolo e balão!
Brincar com muitos amigos, dar pulos no colchão.
Livros com muita figura, fazer viagem de trem,
Um pouquinho de aventura... alguém para querer bem...
Festinha de São João, com fogueira e com bombinha,
Pé-de-moleque e rojão, com quadrilha e bandeirinha.
Andar debaixo da chuva, ouvir música e dançar.
Ver carreiro de saúva, sentir o cheiro do mar.
Pisar descalça no barro, comer frutas no pomar,
Ver casa de joão-de-barro, noite de muito luar.
Ter tempo pra fazer nada, ter quem penteie os cabelos,
Ficar um tempo calada... falar pelos cotovelos.
E quando a noite chegar, um bom banho,
bem quentinho, sensação de bem-estar...
De preferência um colinho.
Embora eu não seja rei, decreto, neste país,
Que toda, toda criança tem direito de ser feliz!